Porto Alegre, sábado, 08 de maio de 2021.
Dia do Profissional de Marketing.
Porto Alegre,
sábado, 08 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Distanciamento controlado

- Publicada em 14h02min, 06/05/2021. Atualizada em 19h07min, 08/05/2021.

Governo Leite decide prorrogar decreto de bandeira vermelha em todo o RS

Mudança provisória do modelo permitiu a volta às aulas e às atividades presenciais nas escolas

Mudança provisória do modelo permitiu a volta às aulas e às atividades presenciais nas escolas


MARIANA ALVES/JC
O governo Eduardo Leite decidiu prorrogar o decreto que colocou todo o Rio Grande do Sul em bandeira vermelha. Em vez de a condição de risco da pandemia ser mantida até o dia 10, agora vai até a meia-noite do dia 14, segundo deliberação após a reunião do Gabinete de Crise, na manhã desta quinta-feira (6).
O governo Eduardo Leite decidiu prorrogar o decreto que colocou todo o Rio Grande do Sul em bandeira vermelha. Em vez de a condição de risco da pandemia ser mantida até o dia 10, agora vai até a meia-noite do dia 14, segundo deliberação após a reunião do Gabinete de Crise, na manhã desta quinta-feira (6).
A mudança foi feita de forma provisória, na semana passada, permitindo a volta às aulas e às atividades presenciais nas escolas em todos os níveis. A liberação atingiu ainda cursos de idiomas e outras modalidade de formação, como em artes e música.
Segundo o Palácio Piratini, a manutenção do atual quadro de regras, que interrompeu o sistema do distanciamento controlado, em vigor desde maio de 2020, é necessário para concluir as discussões sobre o novo modelo de gestão da crise sanitária. A previsão é de fazer o anúncio no dia 13 ou 14. O comitê de dados mantém o monitoramento da situação da pandemia
Em nota em seu site, o governo informa que agendou uma reunião virtual com deputados e prefeitos para esta sexta-feira (7). Os encontros devem ocorrer até este sábado (8) com especialistas em saúde e setores produtivos.
"O objetivo é apresentar a proposta do sistema de alertas que substituirá o modelo de bandeiras e ouvir as sugestões dos diversos segmentos", explica o Estado.
A tendência é de diluir as responsabilidades na condução de medidas com as regiões e municípios. Mas a reação até agora mostra divisão entre os municípios sobre os impactos e como será exercida uma maior autonomia no gerenciamento da pandemia.
Prefeitos convocados pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e pelo Consórcio dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) debateram a proposta a ser encaminhada ao Piratini.
O giverno vai dar prazo até terça-feira (11) para envio de sugestões à proposta. Depois disso, o Gabinete de Crise deve consolidar o novo sistema até quinta-feira (13).
No prazo máximo para fechar o modelo, também está prevista nova rodada da mediação que busca solucionar o impasse judicial sobre a volta às aulas presenciais. Representantes de pais, de trabalhadores da educação, do governo do Estado, da prefeitura de Porto Alegre e do Judiciário estão nesta negociação. 
Comentários CORRIGIR TEXTO