Porto Alegre, quinta-feira, 06 de maio de 2021.
Dia do Cartógrafo.
Porto Alegre,
quinta-feira, 06 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Gente

- Publicada em 12h51min, 06/05/2021. Atualizada em 14h52min, 06/05/2021.

Morre o jornalista Roberto Tavares, que atuou 40 anos na Rádio Guaíba e no Correio do Povo

Tavares, com a mulher Maria Angela, era muito querido pelos colegas, familiares e amigos

Tavares, com a mulher Maria Angela, era muito querido pelos colegas, familiares e amigos


FACEBOOK/DIVULGAÇÃO/JC
A imprensa perdeu nesta quinta-feira (6) um dos seus nomes mais populares entre redações gaúchas. O jornalista Roberto Silveira Tavares, informou, em nota, a Associação Riograndense de Imprensa (ARI). Tavares tinha 67 anos e morreu após sofrer um infarto na madrugada.
A imprensa perdeu nesta quinta-feira (6) um dos seus nomes mais populares entre redações gaúchas. O jornalista Roberto Silveira Tavares, informou, em nota, a Associação Riograndense de Imprensa (ARI). Tavares tinha 67 anos e morreu após sofrer um infarto na madrugada.
A esposa Maria Angela Damian estava com o jornalista na hora da intercorrência, durante recuperação após passar por cirurgia, no Hospital São Francisco, no complexo da Santa Casa, para troca de uma válvula do coração. 
Segundo relato da ARI, Tavares passou por inúmeras internações por problemas respiratórios, incluindo um transplante de pulmão nos últimos anos.
Tavares trabalhou por 40 anos entre a Rádio Guaíba e o jornal Correio do Povo. O bom astral e carinho dee Tavares sempre foram marcas registradas na convivência com os colegas e amigos. O jornalista lidou por muito tempo no dia a dia com correspondentes do jornal, na cobertura das notícias em todo o Estado.
Ele atuou também com assessoria de imprensa para o Sicadergs, do segmento de carnes, Sindilat, de leite, e a ATP, na área de transportes públicos.
"Seu bom humor o acompanhou até nos momentos difíceis nas constantes passagens nos hospitais. Produzia textos longos e postava na sua página do Facebook, sempre brincando com a sua situação precária de saúde", comenda a direção da ARI. 
As cerimônicas ocorrem no cemitério São Vicente, em Canoas.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário