Porto Alegre, domingo, 25 de abril de 2021.
Dia do Contabilista.
Porto Alegre,
domingo, 25 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

EDUCAÇÃO

- Publicada em 19h13min, 25/04/2021. Atualizada em 19h24min, 25/04/2021.

Sinepe/RS orienta rede privada a retomar atividades presenciais nesta segunda-feira

Escolas e creches da rede privada se preparam para retomada na segunda-feira

Escolas e creches da rede privada se preparam para retomada na segunda-feira


TARTARUGUINHA VERDE/DIVILGAÇÃO/JC
Apesar da decisão judicial que manteve, neste domingo (25), a suspensão do retorno às aulas presenciais, o Sindicato do Ensino Privado do RS (Sinepe/RS) orientou as escolas da rede privada a retomarem as atividades nesta segunda-feira (26). Segundo a entidade, o decreto publicado pelo governo do Estado na quinta-feira (22) segue vigente, permitindo a volta do ensino aos alunos da Educação Infantil e de 1º e 2º anos do Ensino Fundamental das cidades que adotaram o sistema de cogestão.
Apesar da decisão judicial que manteve, neste domingo (25), a suspensão do retorno às aulas presenciais, o Sindicato do Ensino Privado do RS (Sinepe/RS) orientou as escolas da rede privada a retomarem as atividades nesta segunda-feira (26). Segundo a entidade, o decreto publicado pelo governo do Estado na quinta-feira (22) segue vigente, permitindo a volta do ensino aos alunos da Educação Infantil e de 1º e 2º anos do Ensino Fundamental das cidades que adotaram o sistema de cogestão.
 
Por meio da medida, municípios em bandeira preta podem adotar regras de bandeira vermelha, inclusive para a educação, como determinou o Executivo gaúcho.
Segundo o presidente da entidade, Bruno Eizerik, a batalha jurídica "é um descaso com a educação e um desrespeito com as nossas crianças". "É lamentável que estejamos vivendo esta instabilidade jurídica em nosso Estado. Não podemos deixar que nossas famílias e nossos alunos fiquem à mercê dessa insegurança. Por isso, sustentados pelo decreto do Estado, orientamos que nossas instituições abram suas portas e recebam seus alunos a partir desta segunda-feira”, afirma.
O dirigente ressalta ainda que o retorno não é obrigatório e que as famílias também podem optar pelo ensino remoto.
Ao longo do dia, pais e escolas seguiam confusos quanto à conduta a seguir nesta segunda-feira. Estabelecimentos como os da Rede Tartarguinha Verde, Maple Bear e Rede Adventista seguiam com os planos para receber alunos das séries inicias e da educação infantil, mantendo o ensino híbrido. Já o Colégio Americano, por exemplo, decidiu por aguardar a decisão final do Tribunal de Justiça e seguir com as aulas em formato remoto nesta semana.
A prefeitura de Porto Alegre, por meio da Procuradoria-Geral do Município (PGM), manteve o posicionamento pela retomada das aulas presenciais a partir de terça-feira (27) e obediência ao decreto estadual. "O entendimento de que as escolas podem reabrir na próxima semana para receber os alunos da Educação Infantil e 1º e 2º anos do Ensino Fundamental está sustentado no novo Decreto Estadual 55.852/2021, que estendeu a cogestão para a educação, sendo aplicáveis os protocolos da bandeira vermelha às atividades de ensino", explica em nota.
Em comunicado à rede municipal de ensino, no sábado (24), a secretária de Educação da Capital, Janaina Audino, informou que as escolas da rede própria e as comunitárias ficam autorizadas a abrirem as portas a alunos e familiares a partir de terça-feira. No entanto, reiterou que a retomada das aulas presenciais é opcional e vale apenas para a Educação Infantil, 1º e 2º anos do Ensino Fundamental.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário