Porto Alegre, segunda-feira, 19 de abril de 2021.
Dia Nacional do Índio. Dia do Diplomata.
Porto Alegre,
segunda-feira, 19 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Clima

- Publicada em 17h28min, 19/04/2021.

La Niña causa escassez de chuva no RS nos próximos 45 dias

Clima seco tem marcado dos dias de outono no Rio Grande do Sul

Clima seco tem marcado dos dias de outono no Rio Grande do Sul


MARIANA ALVES/JC
Osni Machado
Nos próximos 45 dias, o Rio Grande do Sul deve registrar um baixo volume de chuvas, por causa da influência do fenômeno La Niña, que se caracteriza pelo resfriamento da superfície das águas do Oceano Pacífico. De acordo com a Metsul Meteorologia, os gaúchos terão apenas pancadas de chuva em pontos do Rio Grande do Sul durante neste período.
Nos próximos 45 dias, o Rio Grande do Sul deve registrar um baixo volume de chuvas, por causa da influência do fenômeno La Niña, que se caracteriza pelo resfriamento da superfície das águas do Oceano Pacífico. De acordo com a Metsul Meteorologia, os gaúchos terão apenas pancadas de chuva em pontos do Rio Grande do Sul durante neste período.
A meteorologista da Metsul, Estael Sias, não descarta uma diminuição no volume de águas dos rios e lagos do Rio Grande do Sul. Em relação ao nível de água do Guaíba, no Cais Mauá, nesta segunda-feira (19) é de 0,71 metros. Já no dia 8 de abril, o nível chegou a 0,31 metros, ou seja, até melhorou um pouco em relação ao começo do mês. O nível normal do Guaíba no mês de abril é de 0,80 metros, logo, está um pouco abaixo.
De acordo com a meteorologista, entre os dias 8 e 11 de abril o nível do Guaíba chegou a valores críticos ao redor de apenas 0,30 metros, mas que agora melhorou por conta de alguns episódios de chuva e o vento Sul que ajudaram a elevar um pouco o volume das águas. Estael diz que até o fim deste mês deve chover um pouco para mudar este cenário.
O nível das águas deverá cair a partir de sexta-feira (23) com vento Norte/Nordeste, contudo, na semana que vem terá vento Sul que poderá ter efeito de elevar um pouco novamente, mas em geral a escassez de chuva preocupa.
A meteorologista informa que na análise realizada a partir de dois modelos meteorológicos diferentes, há indicação de que as chuvas mais volumosas só serão verificadas a partir do mês de maio. O prognóstico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica justamente isto, que as chuvas ficarão próximas e ou abaixo da média climatológica na maior parte do Rio Grande do Sul, porém, de acordo com o documento, esperam-se chuvas ligeiramente acima da média sobre o litoral gaúcho.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário