Porto Alegre, quarta-feira, 20 de janeiro de 2021.
Dia de São Sebastião (feriado na cidade do Rio de Janeiro).

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 20 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Religião

- Publicada em 15h01min, 20/01/2021. Atualizada em 15h02min, 20/01/2021.

Procissão de Nossa Senhora dos Navegantes em Porto Alegre é suspensa por causa da Covid-19

Em 2020, na 145ª edição, celebração levou 200 mil fiéis às ruas de Porto Alegre

Em 2020, na 145ª edição, celebração levou 200 mil fiéis às ruas de Porto Alegre


EDUARDO BELESKE/PMPA/JC
Yasmim Girardi
Pela primeira vez, a procissão em homenagem a Nossa Senhora dos Navegantes não vai acontecer. Por conta da pandemia do novo coronavírus, as celebrações litúrgicas presenciais acontecerão nos dias 24, 26, 28 e 30 de janeiro e nos dias 1º e 2 de fevereiro, com presença de público restrita. Além disso, neste ano a imagem da Santa fará seu trajeto habitual de carro, passando por cinco pontos, sem acompanhamento do público.
Pela primeira vez, a procissão em homenagem a Nossa Senhora dos Navegantes não vai acontecer. Por conta da pandemia do novo coronavírus, as celebrações litúrgicas presenciais acontecerão nos dias 24, 26, 28 e 30 de janeiro e nos dias 1º e 2 de fevereiro, com presença de público restrita. Além disso, neste ano a imagem da Santa fará seu trajeto habitual de carro, passando por cinco pontos, sem acompanhamento do público.
O Arcebispo Metropolitano de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler, explica que o trajeto de carro da Santa não é propriamente uma carreata e, portanto, não tem horário exato para acontecer. “Imaginamos que a imagem vai chegar naqueles cinco pontos da cidade e que a comunidade, independentemente da hora que chegar, com as pessoas que usualmente estão ali, faça um momento de oração muito singelo e simples, sem solenidade alguma. E, então, a imagem vai para o próximo destino”, afirma.
Para ele, que nunca viu Porto Alegre sem celebrar a Nossa Senhora dos Navegantes, é um momento de tristeza. Mas o Arcebispo entende que é importante respeitar as recomendações e orientar sobre o perigo do vírus. “Navegantes, aqui para a cidade e para a região, conta com uma devoção muito forte, marcada também por sincretismo religioso. Tem todas essas outras denominações religiosas que, de alguma forma, se referem à Navegantes e que sempre marcaram presença. É um momento muito bonito da cidade, mas a saúde vem em primeiro lugar”, ressalta Dom Jaime.
Em 2020, na 145ª edição da comemoração, a procissão levou 200 mil fiéis às ruas de Porto Alegre, que caminharam do Centro à Zona Norte sob forte calor para homenagear a santa. Dom Jaime conta que alguns fiéis já relataram estarem tristes com a situação deste ano, mas que não houve nenhuma crítica sobre a decisão de não haver a procissão. “Em geral, nossa população está bem consciente e entende os riscos.”
Comentários CORRIGIR TEXTO