Porto Alegre, sexta-feira, 15 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 15 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Tecnologia

- Publicada em 17h59min, 15/01/2021.

WhatsApp adia mudança na política de privacidade após protestos

WhatsApp adia mudança na política de privacidade após protestos

WhatsApp adia mudança na política de privacidade após protestos


natanael ginting/freepik/divulgação/jc
O WhatsApp adiou a polêmica atualização de sua política de privacidade após a reação de usuários sobre como iria compartilhar dados com o Facebook. A empresa de Mark Zuckerberg é dona do aplicativo de mensagens.
O WhatsApp adiou a polêmica atualização de sua política de privacidade após a reação de usuários sobre como iria compartilhar dados com o Facebook. A empresa de Mark Zuckerberg é dona do aplicativo de mensagens.
O prazo para aceitar as alterações se encerraria em 8 de fevereiro. O aplicativo, que tem 2 bilhões de usuários em todo o mundo, adiou o prazo para 15 de maio.
No Brasil. o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) estuda medidas judiciais e administrativas para garantir que usuários que não concordem com a política de privacidade do WhatsApp possam permanecer no aplicativo.
Desde que o WhatsApp anunciou, no início do mês, mudanças em seus termos de uso, consultorias especializadas passaram a ver uma migração de usuários para aplicativos rivais de mensagens instantâneas, com Telegram e Signal.
Agência Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO