Porto Alegre, sábado, 26 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Relações Institucionais

- Publicada em 10h35min, 26/12/2020.

Prefeitura de Porto Alegre faz nova campanha de doações a fundos da criança e do idoso

Ação busca garantir apoio a milhares de pessoas inclusas em programas e projetos que promovam a defesa dos direitos destes dois grupos

Ação busca garantir apoio a milhares de pessoas inclusas em programas e projetos que promovam a defesa dos direitos destes dois grupos


ANA PAULA APRATO/ARQUIVO/JC
A Prefeitura de Porto Alegre está com uma nova campanha de arrecadação para os fundos de auxílio à criança e ao idoso. Até o dia 30 de dezembro, os porto-alegrenses poderão direcionar até 6% do valor do imposto de renda para projetos e entidades de sua preferência, por meio do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Funcrianca) e do Fundo Municipal do Idoso (Fundoidoso). O valor doado é deduzido do montante de tributos a ser recebido pelos cofres públicos.
A Prefeitura de Porto Alegre está com uma nova campanha de arrecadação para os fundos de auxílio à criança e ao idoso. Até o dia 30 de dezembro, os porto-alegrenses poderão direcionar até 6% do valor do imposto de renda para projetos e entidades de sua preferência, por meio do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Funcrianca) e do Fundo Municipal do Idoso (Fundoidoso). O valor doado é deduzido do montante de tributos a ser recebido pelos cofres públicos.
Atualmente, são mais de 350 organizações não-governamentais em Porto Alegre habilitadas a apresentar e realizar projetos vinculados aos fundos. Com a Capital enfrentando a crise provocada pela pandemia da Covid-19, a ação busca garantir apoio a milhares de pessoas inclusas em programas e projetos que promovam a defesa dos direitos de crianças e idosos – além de facilitar a captação, repasse e a aplicação dos recursos obtidos.  
Desde 2017, o Executivo municipal criou uma conta específica para que as doações fossem feitas direto para os fundos. Antes disso, elas iam para o caixa único do governo.  
Comentários CORRIGIR TEXTO