Porto Alegre, sexta-feira, 18 de dezembro de 2020.
Dia Internacional do Migrante.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 18 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Clima

- Publicada em 12h40min, 18/12/2020.

Número de mortes causadas pelo temporal em Santa Catarina chega a 13

Autoridades do governo de SC coordenam as ações para atender a região impactada

Autoridades do governo de SC coordenam as ações para atender a região impactada


Defesa Civil SC/Divulgação/JC
Subiu para 13 o número de vítimas fatais em decorrência do temporal que atingiu a região do Alto Vale, em Santa Catarina, na madrugada de quinta-feira (17). A informação foi confirmada pela Defesa Civil do estado vizinho ao Rio Grande do Sul na manhã desta sexta (18). No município de Presidente Getúlio, cuja população estima-se em cerca de 16 mil habitantes, foram 11 óbitos causados pelas enxurradas. Ibirama e Rio do Sul registraram uma morte cada.
Subiu para 13 o número de vítimas fatais em decorrência do temporal que atingiu a região do Alto Vale, em Santa Catarina, na madrugada de quinta-feira (17). A informação foi confirmada pela Defesa Civil do estado vizinho ao Rio Grande do Sul na manhã desta sexta (18). No município de Presidente Getúlio, cuja população estima-se em cerca de 16 mil habitantes, foram 11 óbitos causados pelas enxurradas. Ibirama e Rio do Sul registraram uma morte cada.
O Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC) segue na busca de oito pessoas que constam como desaparecidas. A chuvarada deixou 199 pessoas desalojadas e 284 desabrigadas nas três cidades atingidas. Em torno de 5 mil itens de assistência humanitária, entre cestas básicas, kits de limpeza e de higiene pessoal, água mineral, colchões e kits de acomodação, foram doadas à Defesa Civil com intuito de ajudar o fornecimento de suprimentos.
Autoridades como o chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, Aldo Baptista Neto, permanecem reunidas no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres de Rio do Sul (CIGERD) coordenando as ações na região.
Comentários CORRIGIR TEXTO