Porto Alegre, sexta-feira, 11 de dezembro de 2020.
Dia do Arquiteto. Dia do Engenheiro.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 11 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Segurança

- Publicada em 12h45min, 10/12/2020. Atualizada em 10h52min, 11/12/2020.

"Não vamos tolerar a intolerância", diz Leite em inauguração de delegacia especializada

Chefiada pela delegada Andréa Mattos, delegacia será vinculada ao Departamento Estadual de Proteção aos Grupos Vulneráveis

Chefiada pela delegada Andréa Mattos, delegacia será vinculada ao Departamento Estadual de Proteção aos Grupos Vulneráveis


ITAMAR AGUIAR/PALÁCIO PIRATINI/JC
Juliano Tatsch
A partir desta quinta-feira (10), Dia Internacional dos Direitos Humanos, o Rio Grande do Sul passa a contar com uma Delegacia de Polícia de Combate à Intolerância (DPCI). A inauguração da estrutura ocorreu pela manhã e contou com a presença do governador Eduardo Leite.
A partir desta quinta-feira (10), Dia Internacional dos Direitos Humanos, o Rio Grande do Sul passa a contar com uma Delegacia de Polícia de Combate à Intolerância (DPCI). A inauguração da estrutura ocorreu pela manhã e contou com a presença do governador Eduardo Leite.
A nova delegacia será responsável pela investigação de casos como os de racismo, homofobia e injúria qualificada que, até então, ficavam sob apuração de várias delegacias não especializadas. O local fica no número 981 da avenida Presidente Franklin Roosevelt, no bairro São Geraldo, em Porto Alegre.
A DPCI será chefiada pela delegada Andréa Mattos, e será vinculada ao Departamento Estadual de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV). Aguarda desde o ano passado, a abertura da delegacia foi confirmada logo após o assassinato de João Alberto Silveira Freitas, homem negro de 40 anos espancado por seguranças do supermercado Carrefour, na zona Norte da Capital, ocorrido na noite do dia 19 de novembro.
Presente na cerimônia de inauguração, o governador Eduardo Leite salientou a importância do respeito como guia para a sociedade. “Todos os seres humanos precisam ser respeitados e a diversidade da nossa sociedade é o que nos torna fortes e ricos”, afirmou, apontando que a intolerância faz parte da cultura e, em razão disso, não é fácil de mudar. “Cultura é como um hábito coletivo. Já é difícil mudar nossos próprios hábitos, que dependem apenas de nós. Mudar um hábito coletivo não é fácil, leva tempo, mas é através de ações como essa que damos o recado, mostramos para a sociedade que não toleramos quem é intolerante”, disse o governador.
Leite fez questão de reforçar que atos intolerantes não podem ser aceitos como liberdade de expressão. “A intolerância sempre esteve presente. Agora as pessoas ousam ser quem elas querem ser. Elas desafiam os estereótipos, mulheres, negros, LGBTs, as pessoas que tem uma fé diferente da predominante, elas ousam ser quem são e se apresentam publicamente. E aí os que não saíram da selva, os que não evoluíram, apenas apresentam e exteriorizam a intolerância que sempre esteve lá. Que fique claro esse recado para todo o povo gaúcho. Nós não vamos tolerar a intolerância. A delegacia não resolve por si só problema, mas dá um recado”, afirmou.
A DPCI da Capital é a nona delegacia de polícia do país com dedicação exclusiva para investigação de delitos ligados a atos de discriminação.
Comentários CORRIGIR TEXTO