Porto Alegre, quarta-feira, 11 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 11 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Infraestrutura

- Publicada em 14h55min, 11/11/2020. Atualizada em 16h17min, 11/11/2020.

Corredores de ônibus de viadutos da Protásio com Carlos Gomes terão reforma

Ligação foi aberta em 2003 e sofre desgastes devido ao tempo de uso e falta de conservação

Ligação foi aberta em 2003 e sofre desgastes devido ao tempo de uso e falta de conservação


CRISTINE ROCHOL/PMPA/DIVULGAÇÃO/JC
Um dos maiores complexos de viadutos de Porto Alegre deve ter obras em breve. Edital para contratar a empresa que fará a recuperação do pavimento de concreto dos corredores de ônibus do viaduto Jorge Alberto Mendes Ribeiro, no encontro das avenidas Protásio Alves, Carlos Gomes e Tarso Dutra, foi lançado nesta quarta-feira (11).
Um dos maiores complexos de viadutos de Porto Alegre deve ter obras em breve. Edital para contratar a empresa que fará a recuperação do pavimento de concreto dos corredores de ônibus do viaduto Jorge Alberto Mendes Ribeiro, no encontro das avenidas Protásio Alves, Carlos Gomes e Tarso Dutra, foi lançado nesta quarta-feira (11).
Dois corredores de ônibus terão melhorias. O valor total da obra é projetado em R$ 693.552,77, informou a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim), por nota. A execução é prevista para levar 120 dias, depois de concluída a contratação e dada a ordem de início da intervenção.
A licitação será rápida, e foi marcada para 27 de novembro. Vistorias feitas em 2019 indicaram a necessidade de manutenção devido ao desgaste. Foram detectadas rachaduras e rompimento das placas de concreto no corredor de ônibus. O complexo viário começou a ter trânsito em 2003. 
Na segunda-feira (9), a prefeitura abriu concorrência para a recuperação completa do Viaduto dos Açorianos, fechado desde começo de maio. O Açorianos apresenta condições que oferecia riscos ao tráfego.
Comentários CORRIGIR TEXTO