Porto Alegre, sexta-feira, 13 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 13 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Urbanismo

- Publicada em 10h31min, 11/11/2020. Atualizada em 16h23min, 13/11/2020.

Empresa instala nova placa de rua com o CEP errado na zona Sul de Porto Alegre

Código da placa pertence a via do bairro Restinga, no extremo-Sul da cidade

Código da placa pertence a via do bairro Restinga, no extremo-Sul da cidade


LUIZA PRADO/JC
Juliano Tatsch
Os moradores da rua Armando Barbedo, no bairro Tristeza, zona Sul de Porto Alegre, ficaram confusos após a instalação das novas placas de rua pelo Grupo Imobi, que venceu a licitação da prefeitura para a renovação dos toponímicos da cidade. Acontece que a placa traz o número do CEP da via errado.
Os moradores da rua Armando Barbedo, no bairro Tristeza, zona Sul de Porto Alegre, ficaram confusos após a instalação das novas placas de rua pelo Grupo Imobi, que venceu a licitação da prefeitura para a renovação dos toponímicos da cidade. Acontece que a placa traz o número do CEP da via errado.
Instaladas há pouco tempo, as novas placas chamaram a atenção dos moradores por trazerem um Código de Endereçamento Postal (CEP) diferente daquele que estavam acostumados a usar para endereçar suas correspondências e que constava nas placas antigas. O CEP antigo (91920-520) foi substituído por um novo (91793-330).
A primeira impressão era de que os Correios, responsáveis por designar o CEP de cada via da cidade, haviam modificado o número e não comunicaram a comunidade do bairro. No entanto, não foi isso que ocorreu.
O CEP da rua continua o mesmo. O que aconteceu foi um erro da Imobi, empresa que venceu o edital de concessão para a renovação das placas de rua de Porto Alegre. O CEP que a empresa colocou nas novas placas da rua Armando Barbedo, conforme os Correios, pertence a uma pequena via no bairro Restinga, extremo-Sul da Capital. “No momento, não há previsão para alteração dos códigos de endereçamento postal das ruas do bairro Tristeza”, informou os Correios, em nota.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/11/11/206x137/1_ger___placas_antigas_na_rua_armando_barbedo-9186373.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fabe0cd43b39', 'cd_midia':9186373, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/11/11/ger___placas_antigas_na_rua_armando_barbedo-9186373.jpg', 'ds_midia': 'Placas antigas que foram retiradas tinham o CEP correto', 'ds_midia_credi': 'REPRODUÇÃO/GOOGLE MAPS/JC', 'ds_midia_titlo': 'Placas antigas que foram retiradas tinham o CEP correto', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '495', 'align': 'Left'}Placas antigas que foram retiradas continham o código correto (Reprodução/Google Maps/JC)
O erro por parte da Imobi foi confirmado pela prefeitura de Porto Alegre. “A Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) informa que entrou em contato com a concessionária responsável pelo toponímicos (placas de rua), Grupo Imobi, que informou tratar-se de um erro técnico na produção da placa”, informa o município, também em nota. Ainda conforme a Smim, a empresa informou que já está atuando para fazer a substituição das placas com erro.
A Imobi venceu a licitação de concessão por 20 anos do serviço de instalação e conservação das placas com nomes de ruas e avenidas da Capital. Conforme a prefeitura, a empresa irá investir R$ 9,4 milhões na substituição das sinalizações. Em troca, fará a exploração publicitária dos 4.412 conjuntos que terão estruturas próprias. Ao todo, 82,4 mil novas placas deverão ser instaladas.
Comentários CORRIGIR TEXTO