Porto Alegre, terça-feira, 29 de dezembro de 2020.
Dia Internacional da Biodiversidade.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 29 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Infraestrutura

- Publicada em 13h36min, 22/10/2020. Atualizada em 17h47min, 29/12/2020.

Consórcio IP Sul assume iluminação de Porto Alegre

Grupo deverá investir R$ 403 milhões para trocar 101 mil pontos de luz na Capital

Grupo deverá investir R$ 403 milhões para trocar 101 mil pontos de luz na Capital


CRISTINE ROCHOL/PMPA/DIVULGAÇÃO/JC
A partir da 0h desta sexta-feira (23), o Consórcio IPSul assume de vez a responsabilidade de gerir e manter o sistema de iluminação pública de Porto Alegre até 2040, em regime de Parceria Público-Privada (PPP).
A partir da 0h desta sexta-feira (23), o Consórcio IPSul assume de vez a responsabilidade de gerir e manter o sistema de iluminação pública de Porto Alegre até 2040, em regime de Parceria Público-Privada (PPP).
O anúncio da ordem de serviço foi feito nesta quinta-feira (22), em reunião on-line com a participação do secretário municipal de Serviços Urbanos, Hiratan Pinheiro da Silva; do secretário municipal de Parcerias Estratégicas, Thiago Barros Ribeiro; do diretor-executivo da IP Sul, Guido Oliveira; e Athos Cordeiro, diretor da STE, uma das empresas acionistas da IP Sul.
O consórcio, formado pela Quantum Engenharia, GCE SA, Fortnort Desenvolvimento Ambiental e Urbano e STE Serviços Técnicos de Engenharia, foi vencedor do leilão realizado em agosto do ano passado. A PPP da Iluminação Pública foi a primeira realizada no Estado e contou com diversas empresas na disputa do leilão, promovido na Bolsa de Valores (B3), em São Paulo.
Com investimento projetado em R$ 403 milhões, a PPP da iluminação da Capital gaúcha prevê a troca de 101 mil pontos de luz para o uso de lâmpadas LED em dois anos. A renovação irá abranger 2,2 mil quilômetros de vias, 645 praças e 55 bens culturais. O consórcio irá gerir o parque de iluminação pública pelos próximos 20 anos e contará com contrapartida mensal da prefeitura de até R$ 1,7 milhão.
Segundo a prefeitura, haverá uma economia de 10 milhões ao ano para os cofres públicos, com redução de 50% da conta de energia pública. Além disso, o contrato prevê a renovação e iluminação cênica para monumentos e espaços turísticos (como Açorianos, Viaduto Pinheiro Borda, Laçador, Orla do Guaíba, Usina do Gasômetro e o monumento a Bento Gonçalves), e iluminação especial em áreas de convivência da cidade. Como gestora do contrato, caberá à prefeitura da Capital avaliar o serviço prestado pelo consórcio.
Desde setembro, um projeto-piloto da PPP já começou a substituir as lâmpadas de vapor de sódio pela nova tecnologia. O cronograma prevê a instalação inicial de 2,5 mil luminárias. Os trabalhos já foram concluídos na avenida Assis Brasil e Ipiranga, e estão em andamento na Bento Gonçalves, Cavalhada e Nonoai. A próxima etapa, com previsão de início em novembro, será na Vila Planetário, no bairro Santana.
Atendimento à população
Os moradores poderão comunicar ou solicitar reparos da nova iluminação por meio do telefone 156 e 156 Web (Conecta Cidadão), da prefeitura, pelo 0800 000 1740 ou pelo site ipsulpoa.cidadeiluminada.com.br. Ainda será possível acessar o serviço pelo site da prefeitura e pelo aplicativo #EuFacoPoa (requer atualização).
Em breve, o consórcio deverá lançar um aplicativo para smartphones. O objetivo é dar mais agilidade na solução de demandas.
Serviço:
Telefone
– Número 0800 000 1740, com ligação gratuita.
- Número 156, agora pela opção 8, que redireciona a ligação ao atendimento da concessionária IP Sul. Aqui pode haver o custo de uma ligação local, dependendo do plano e da operadora do usuário que ligar. Como a maioria dos planos concedem ligações locais ilimitadas, normalmente não são cobradas, mas alguns planos pré-pagos podem exigir créditos do telefone e consumi-los.
Conforme regulamentação da Anatel, somente as chamadas para os serviços públicos de emergência são gratuitas. As chamadas para os serviços de utilidade pública, como o 156, podem ser tarifadas pelo valor de uma chamada local, embora a prestação do serviço seja gratuita.
Internet
- 156Web – Conecta Cidadão, disponível no site da Central do Cidadão, no portal da Prefeitura. Ao clicar na opção “iluminação pública”, o usuário é direcionado ao site Cidade Iluminada, mantido pela concessionária IP Sul.
- Site de serviço da concessionária IP Sul: https://ipsulpoa.cidadeiluminada.com.br
Comentários CORRIGIR TEXTO