Porto Alegre, domingo, 27 de setembro de 2020.
Dia Mundial do Turismo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 27 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Educação

- Publicada em 09h37min, 24/09/2020. Atualizada em 16h41min, 27/09/2020.

Pais de alunos do Colégio Militar de Porto Alegre realizam ato a favor da volta das aulas presenciais

Comunidade escolar deu abraço simbólico no prédio da instituição

Comunidade escolar deu abraço simbólico no prédio da instituição


LEANDRO SOUZA/DIVULGAÇÃO/JC
Roberta Mello
Um abraço simbólico ao prédio do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA) reuniu em torno de 70 pais e ex-alunos favoráveis ao retorno das aulas presenciais ainda nesta segunda-feira (28). Um ato foi realizado a partir das 7h30min desta quinta-feira (24) junto ao portão principal da escola na rua José Bonifácio, em frente ao Parque da Redenção, e durou mais ou menos uma hora.
Um abraço simbólico ao prédio do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA) reuniu em torno de 70 pais e ex-alunos favoráveis ao retorno das aulas presenciais ainda nesta segunda-feira (28). Um ato foi realizado a partir das 7h30min desta quinta-feira (24) junto ao portão principal da escola na rua José Bonifácio, em frente ao Parque da Redenção, e durou mais ou menos uma hora.
O grupo também entregou uma carta e uma escultura simbolizando um aluno com o tradicional uniforme da escola ao comandante do colégio, coronel Saul Marques Machado Júnior. O objetivo foi demonstrar apoio ao calendário e às medidas de prevenção propostos pela instituição de ensino, explica Fabiane Vitória da Silva, mãe de um aluno do sexto ano da escola. Segundo Fabiane, os pais, em sua maioria, se sentem seguros para voltar a enviar seus filhos à sala de aula. "As crianças e jovens estão sentindo falta da convivência no colégio. O formato de retorno das aulas, feito de forma escalonada e com protocolos de higiene e distanciamento, é seguro", defende.
Na segunda-feira (14), o CMPA comunicou a comunidade escolar que iria retomar as atividades presenciais no dia 21, contrariando determinação municipal. Após reunião com o prefeito Nelson Marchezan Júnior, o comando da escola aceitou adiar o retorno em uma semana.
O CMPA teve aval para servir de piloto na Capital, já que o calendário da prefeitura prevê o reinício em 5 de outubro, pela Educação Infantil. A previsão é de retomada das aulas no CMPA na segunda-feira (28), mas impasse entre a prefeitura e o Estado pode impedir o retorno. Cidades com bandeira vermelha, que é o caso de Porto Alegre, não podem ter aulas presenciais. A Capital tem cogestão, mas a regulação do ensino fica com o Estado.
Comentários CORRIGIR TEXTO