Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

EDUCAÇÃO

- Publicada em 19h05min, 23/09/2020. Atualizada em 19h06min, 23/09/2020.

Porto Alegre encaminha ao governo do RS cronograma e protocolos para volta às aulas presenciais

Volta às aulas na Capital ainda depende de acerto com o governo do Estado

Volta às aulas na Capital ainda depende de acerto com o governo do Estado


CLAUDIO FACHEL/PALÁCIO PIRATINI/JC
A Prefeitura de Porto Alegre encaminhou nesta quarta-feira (23) ao governo do Estado o detalhamento da proposta de cronograma e protocolos para a retomada das atividades presenciais de ensino na Capital, conforme solicitação feita pelo Executivo gaúcho em reunião entre as secretarias estaduais e municipais de Saúde e Educação e a Procuradoria Geral do Município, na terça-feira (22).
A Prefeitura de Porto Alegre encaminhou nesta quarta-feira (23) ao governo do Estado o detalhamento da proposta de cronograma e protocolos para a retomada das atividades presenciais de ensino na Capital, conforme solicitação feita pelo Executivo gaúcho em reunião entre as secretarias estaduais e municipais de Saúde e Educação e a Procuradoria Geral do Município, na terça-feira (22).
A proposta da prefeitura prevê o retorno da Educação Infantil a partir de 28 de setembro para alimentação, atividades de apoio e adaptação. As atividades com alunos, entretanto, iniciariam em 5 de outubro para a Educação Infantil, 3º ano do Ensino Médio, educação profissional e Educação de Jovens a Adultos (EJA).
A partir de 13 de outubro fica autorizada a alimentação em todas as demais escolas, além de atividades de apoio. A data prevista para o retorno do Ensino fundamental 1 e da educação especial está prevista para dia 19 de outubro. Já o Ensino Fundamental 2, especial e 1º e 2º anos do Ensino Médio retomam as atividades em 3 de novembro.
Dentre os protocolos previstos pela prefeitura está o distanciamento mínimo de 1,5m entre as pessoas para escolas de Ensino Fundamental e Médio; evitar contato entre as turmas, com escalas para intervalos, uso de refeitório, entrada e saída e uso de outras áreas comuns; limite de uma pessoa por vez em espaços de convivência, como sala dos professores e salas de descanso; evitar a presença de pais, cuidadores e outros visitantes no interior da escola; uso de máscara obrigatória a partir do Ensino Fundamental 2 e higiene dos ambientes.
A liberação das atividades da educação em Porto Alegre está envolta em um impasse entre os dois governos, pois o Estado possui calendário diferente do proposto pelo município, e permite a volta das aulas apenas para as cidades que estiverem em regiões com bandeira laranja no distanciamento controlado por duas semanas consecutivas. A capital gaúcha não estaria apta a esse retorno, pois mantém a classificação em bandeira vermelha nas últimas semanas.
Comentários CORRIGIR TEXTO