Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

educação

- Publicada em 14h14min, 22/09/2020. Atualizada em 15h05min, 22/09/2020.

Trabalhadores da rede metodista fazem paralisação nacional nesta terça-feira

Trabalhadores da rede devem realizar atos virtuais em protesto contra atrasos nos salários

Trabalhadores da rede devem realizar atos virtuais em protesto contra atrasos nos salários


IPA/DIVULGAÇÃO/JC
Professores e funcionários da rede Metodista realizam uma paralisação nacional nesta terça-feira (22). Convocados por sindicatos de professores do Rio Grande do Sul, de São Paulo, de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, os trabalhadores devem realizar atos virtuais, além de suspender as atividades letivas, no que foi batizado de "Dia do Basta". Segundo os manifestantes, a ação é motivada por "descumprimentos trabalhistas".
Professores e funcionários da rede Metodista realizam uma paralisação nacional nesta terça-feira (22). Convocados por sindicatos de professores do Rio Grande do Sul, de São Paulo, de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, os trabalhadores devem realizar atos virtuais, além de suspender as atividades letivas, no que foi batizado de "Dia do Basta". Segundo os manifestantes, a ação é motivada por "descumprimentos trabalhistas".
Um ato virtual por meio da plataforma Zoom está marcado para as 19h desta terça, unindo representantes sindicais, professores, funcionários e estudantes. Os profissionais da rede relatam constantes atrasos salariais, o descumprimento de direitos e o desmonte da estrutura das instituições.
"O desrespeito às condições de trabalho produz adoecimento físico e mental dos professores e funcionários, um sofrimento intenso que atinge diretamente às famílias e traz insegurança a toda comunidade escolar", afirma, por meio de nota, a diretora do Sindicato dos Professores do Ensino Privado do Rio Grande do Sul (Sinpro/RS), Margot Andras.
O Sinpro/RS ressalta que a situação não é diferente no Estado. A rede metodista conta com os colégios Americano e Centro Universitário Metodista (IPA) em Porto Alegre, além do colégio União, em Uruguaiana, e o colégio e a faculdade Centenário, em Santa Maria.
Comentários CORRIGIR TEXTO