Porto Alegre, quarta-feira, 16 de setembro de 2020.
Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 16 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

saúde

- Publicada em 16h36min, 09/09/2020. Atualizada em 18h17min, 16/09/2020.

Mais dois hospitais de Porto Alegre vão testar vacina da Covid-19

Os dois hospitais precisam aprovar o estudo em seus comitês de ética e organizar testes

Os dois hospitais precisam aprovar o estudo em seus comitês de ética e organizar testes


MONTAGEM COM FOTOS JOYCE ROCHA/LUIZA PRADO/JC
Fernanda Soprana
Os hospitais de Clínicas (HCPA) e Nossa Senhora da Conceição, ligado ao Grupo Hospital Conceição (GHC), em Porto Alegre, vão testar uma das vacinas contra o novo coronavírus em desenvolvimento no mundo. Diferentemente de outros estudos no Brasil, este não será apenas com profissionais da saúde. Porto Alegre já testa a vacina chinesa, neste caso no Hospital São Lucas, da Pucrs.
Os hospitais de Clínicas (HCPA) e Nossa Senhora da Conceição, ligado ao Grupo Hospital Conceição (GHC), em Porto Alegre, vão testar uma das vacinas contra o novo coronavírus em desenvolvimento no mundo. Diferentemente de outros estudos no Brasil, este não será apenas com profissionais da saúde. Porto Alegre já testa a vacina chinesa, neste caso no Hospital São Lucas, da Pucrs.
VÍDEO: JC Explica com médico e voluntária sobre a vacina em teste na Pucrs 
Os testes são de projeto da farmacêutica belga Janssen, que pertence à gigante Johnson&Johnson, foram  confirmados nesta quarta-feira (9) pelos dois hospitais. A vacina está na terceira e última fase de testes, que devem ser realizados por outras 30 instituições brasileiras.
O médico infectologista e coordenador da pesquisa no Grupo Hospitalar Conceição (GHC), Breno Santos, explica que a data de início do processo depende da liberação do Comitê de Ética da instituição. Segundo o médico, a aprovação deve ocorrer nos próximos dias.
Serão atendidos 2 mil voluntários com idades acima de 18 anos, sem preferência de perfil. No entanto, Soares afirma que a aplicação da vacina será realizada por fases com bases nas características dos participantes.
O Conceição atenderá, consecutivamente, pessoas com entre 18 e 59 anos sem comorbidades, de 18 a 59 com comorbidades, voluntários com acima de 60 anos sem comorbidades e, em seguida, a mesma faixa etária com comorbidades.
"A aplicação será feita em três turnos, das 8h às 20h. Visamos a inclusão de, no mínimo, 50 pessoas por dia", explica Santos. O hospital já tem local para os testes e monta uma equipe para executar a pesquisa.
Em nota, o HCPA informou que, após a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) ter aprovado a realização de testes da vacina, o projeto também vai tramitar no Comitê de Ética em Pesquisa da instituição. Após esta fase, o hospital vai divulgar o perfil dos participantes, número e cronograma de ações.
O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, prometeu vacina em janeiro. Outra vacina, a do laboratório AstraZeneca e Universidade de Oxford, em testes no Brasil, teve aplicações suspensas após efeitos detectados em um dos voluntários.
Comentários CORRIGIR TEXTO