Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

saúde

- Publicada em 11h55min, 28/08/2020. Atualizada em 17h27min, 28/08/2020.

Marchezan vai anunciar mais liberações de atividades na próxima semana

Com limite de até 30 pessoas por culto, o setor religioso solicitou ampliação do fluxo permitido

Com limite de até 30 pessoas por culto, o setor religioso solicitou ampliação do fluxo permitido


LUCIANE LANES/PMPA/JC
Patrícia Comunello
Com o quadro de estabilidade da pandemia do novo coronavírus se firmando em Porto Alegre, segundo autoridades sanitárias, o prefeito Nelson Marchezan Júnior afirmou nesta sexta-feira (28) que pretende "fazer anúncios de retorno de algumas atividades" na próxima semana. A previsão foi feita em videoconferência com lideranças religiosas da Capital. As últimas liberações atingiram feiras de rua e velórios de pessoas que morrem pela Covid-19.
Com o quadro de estabilidade da pandemia do novo coronavírus se firmando em Porto Alegre, segundo autoridades sanitárias, o prefeito Nelson Marchezan Júnior afirmou nesta sexta-feira (28) que pretende "fazer anúncios de retorno de algumas atividades" na próxima semana. A previsão foi feita em videoconferência com lideranças religiosas da Capital. As últimas liberações atingiram feiras de rua e velórios de pessoas que morrem pela Covid-19.
O prefeito apontou como uma das informações mais positivas a queda de ocupação de leitos de UTIs com casos de Covid-19. Nesta sexta-feira, eram 297 doentes, menor número desde 24 de julho, quando o setor registrou 294 doentes com o novo coronavírus. Depois disso, a ocupação entrou em uma escala ascendente.
Mas durante a tarde houve atualização no painel das UTIs, que saltou a 327 internados devido ao ingresso de dados que faltava de um dos hospitais. Isso ocorreu na quarta-feira (26), com casos do Hospital Conceição, de pacientes Covid-19 que estavam sem o vírus e acabaram sendo excluídos da conta.   
"Temos um platô ou até queda. Há uma certa estabilização, mas sem uniformidade", definiu Marchezan. "Isso nos deu nos últimos dias uma boa perspectiva de futuro", avaliou o chefe do Executivo municipal. 

#JCEXPLICA: Vídeo atualiza sobre a pandemia no RS e Porto Alegre

Propostas para abertura ou ampliação do funcionamento de atividades serão levadas ao comitê da pandemia na segunda-feira (31). A condição é confirmar a estabilidade dos números, como os casos e internações em unidades de terapia intensiva.
Sobre mais flexibilizações, a gestão municipal tem condicionado o ritmo à evolução da pandemia. Mesmo com a estabilização performando, o comitê de enfrentamento do novo coronavírus pede cautela na velocidade de reabertura temendo impactos para uma retomada da aceleração das contaminações e pressão por UTIs.     
"Vamos fazer liberações de algumas atividades econômicas com gargalos de horários ou que ainda não funcionam até hoje", indicou o prefeito. Nesta semana, o comitê chegou a divulgar nota descartando mudanças na abertura.
Comércio e setor de alimentação fora de casa. como restaurantes, apresentaram plano de uma "flexibilização super controlada", ampliando horários e abrindo no sábado, 5 de setembro, que hoje é proibida.
A medida também deve atingir cultos religiosos. O setor encaminhou sugestões de ampliação da capacidade. "Essa retomada com percentual maior seria feita com todo o cuidado, orientando para não ter crianças e grupos de risco", diz Isaías Figueiró, presidente da Igreja Evangélica Encontros de Fé, na videoconferência. 
Os líderes evangélicos citaram que apenas Porto Alegre, entre capitais, mantém limite de 30 pessoas em cultos. Nas demais e em cidades da Região Metropolitana, o limite é de 30%.
O aumento da testagem foi apontada por Marchezan como "a grande chace do momento atual". Hoje todos os casos sintomáticos fazem testes e também familiares ou colegas de trabalho, para isolar e restringir riscos de contaminação. 
Comentários CORRIGIR TEXTO