Porto Alegre, quinta-feira, 23 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 23 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

SAÚDE

- Publicada em 16h39min, 23/07/2020. Atualizada em 19h35min, 23/07/2020.

Covid-19: RS ampliará testagem populacional em mais de 7 mil exames diários

Primeira etapa dos projeto testará gaúchos residentes nos 30 maiores municípios  

Primeira etapa dos projeto testará gaúchos residentes nos 30 maiores municípios  


PALÁCIO PIRATINI/DIVULGAÇÃO/JC
Fernanda Crancio
A política de enfrentamento à Covid-19 no Rio Grande do Sul será reforçada pela ampliação da testagem diária da população, com a meta de atingir mais de 7 mil exames diários RT-PCR, os testes de biologia molecular, mais assertivos para identificar a presença do coronavírus no organismo, através do programa Testar RS. O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Leite nesta quinta-feira (23), durante live, e tem o objetivo de intensificar o acompanhamento da evolução da pandemia no Estado.
A política de enfrentamento à Covid-19 no Rio Grande do Sul será reforçada pela ampliação da testagem diária da população, com a meta de atingir mais de 7 mil exames diários RT-PCR, os testes de biologia molecular, mais assertivos para identificar a presença do coronavírus no organismo, através do programa Testar RS. O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Leite nesta quinta-feira (23), durante live, e tem o objetivo de intensificar o acompanhamento da evolução da pandemia no Estado.
 
 O programa será implementado em duas etapas: a primeira, a partir desta quinta-feira, testará a população residente e que atua em mais de 800 lares de longa permanência de idosos, além do contingente de pessoas dos estabelecimentos de saúde e suspeitos de Covid-19 que apresentam síndromes gripais e residem nos 30 maiores municípios (ver lista) do Estado; a segunda etapa, em agosto, testará todos os gaúchos sintomáticos e os que tiveram contato com pacientes positivos, que serão rastreados com auxílio de um aplicativo para a busca ativa.
Atualmente, o Estado realiza uma média de mil testes por dia pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen) e universidades parceiras. Com o aumento das testagens, segundo Leite, poderá se chegar à diminuição da transmissão comunitária, conhecer a real incidência da Covid-19 entre a população, traçar o perfil de casos e reduzir o crescimento da curva, permitindo assegurar a capacidade de atendimento hospitalar. "A Covid nos assusta e ensina muito, por isso lançamos esse amplo programa de testagem e de busca ativa de casos", disse o governador, destacando a importância das secretarias municipais de saúde nesse processo.
Para a secretária da Saúde, Arita Bergmann, o Testar RS, viabilizado com apoio do Ministério da Saúde, permitirá identificar casos o mais precocemente possível. "Na primeira etapa teremos mais mil testes por dia no Lacen, dobrado a capacidade, e 44% da população estarão nesses municípios. Estamos dando um passo muito importante na identificação das pessoas com possibilidade de confirmação de Covid e cercar para que não haja disseminação do vírus", explicou. Ela complementou ainda que a escolha das 30 cidades consideradas prioritárias para esta etapa de testes se deve à densidade populacional, pois são municípios com mais de 40 mil habitantes e que têm prevalência de casos confirmados e óbitos pelo coronavírus. A análise desses exames será dividida entre o Lacen e laboratório credenciado pelo Ministério, em São Paulo ou no Paraná. Na terça-feira (21), em visita ao Estado, o ministro Eduardo Pazuello autorizou a liberação de mais 500 testes, além da compra de respiradores, e  falou do suporte ao Estado para o programa de rastreamento de contaminados pelo coronavírus.
Para que todas as pessoas com sintomas gripais possam fazer o teste, o governo organizará uma central de recebimento, triagem, acondicionamento e envio de amostras para centros de triagem regionais, que serão criados. Além disso, contará com a parceria de municípios para criar centrais municipais. Nesta quinta, o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, também anunciou a ampliação de testagens para grupos da população da Capital.
Ainda na área da saúde, o governador divulgou o repasse de R$ 5,5 milhões para investimentos na saúde das populações mais vulneráveis do Estado, que beneficiarão as comunidades indígenas (R$350 mil para 67 municípios), quilombolas (R$208 mil para 138 cumidades de 69 municípios), a população prisional (R$ 1,4 milhão ára o atendimento de 34 mil apenados em 76 cidades), a população em situação de rua (R$ 130 mil a 36 municípios), as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes- R$ 1,2 milhão para 61 entidades) e para a atenção à saúde mental dos gaúchos (R$ 2,15 milhões a 362 cidades). "É um investimento que aproxima ainda mais o Estado das pessoas que mais precisam de atendimento neste momento”, ponderou o governador.
Também foi confirmado o repasse de R$ 56,5 milhões do Tesouro do Estado aos programas municipias de saúde atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e que têm coparticipação do Estado. Desse total, R$43 milhões vão para o custeio mensal de programas municipais e R$ 13,5 milhões para quitar a 14ª parcela da dívida de gestões anteriores com os municípios, de um total de 16 parcelas. Segundo o Executivo, a parcela deste mês será utilizada em demandas da Consulta Popular, como aquisição de equipamentos para hospitais.
Municípios que terão população testada na primeira etapa do Testar RS:
  1. Alvorada
  2. Bento Gonçalves
  3. Cachoeirinha
  4. Campo Bom
  5. Canoas
  6. Carazinho
  7. Caxias do Sul
  8. Charqueadas
  9. Cruz Alta
  10. Erechim
  11. Estância Velha
  12. Esteio
  13. Farroupilha
  14. Ijuí
  15. Lajeado
  16. Marau
  17. Montenegro
  18. Novo Hamburgo
  19. Osório
  20. Passo Fundo
  21. Porto Alegre
  22. Santa Maria
  23. Santana do Livramento
  24. Santiago
  25. Santo Ângelo
  26. São Gabriel
  27. São Leopoldo
  28. Sapucaia do Sul
  29. Vacaria
  30. Venâncio Aires
Comentários CORRIGIR TEXTO