Porto Alegre, quinta-feira, 25 de junho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 25 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

SISTEMA FINANCEIRO

25/06/2020 - 11h41min. Alterada em 25/06 às 14h01min

WhatsApp: trabalharemos com autoridades para restaurar serviço de pagamentos

O chefe do WhatsApp, Will Cathcart, afirmou que está "animado" em retomar a solução de pagamentos no aplicativo, pertencente ao Facebook, no Brasil "o mais breve possível". Em comentário sobre a reunião com o Banco Central, realizada nessa quarta-feira (24) após a funcionalidade ter sido suspensa no País, ele também disse que há a intenção em aderir ao sistema de pagamentos instantâneos que está sendo desenvolvido pelo órgão regulador, o PIX.
O chefe do WhatsApp, Will Cathcart, afirmou que está "animado" em retomar a solução de pagamentos no aplicativo, pertencente ao Facebook, no Brasil "o mais breve possível". Em comentário sobre a reunião com o Banco Central, realizada nessa quarta-feira (24) após a funcionalidade ter sido suspensa no País, ele também disse que há a intenção em aderir ao sistema de pagamentos instantâneos que está sendo desenvolvido pelo órgão regulador, o PIX.
"Ontem nos reunimos com as autoridades do Banco Central e estamos animados em permitir que os brasileiros enviem pagamentos seguros e sem dinheiro físico no WhatsApp o mais breve possível", destacou Cathcart.
Ele afirmou ainda que o WhatsApp vai trabalhar em conjunto com os parceiros e as autoridades brasileiras para restaurar o serviço rapidamente. De acordo com Cathcart, o Banco Central expressou intenção de "encontrar um caminho" com as bandeiras de cartões Visa e Mastercard para que a solução de pagamentos continue a funcionar e ainda envolver outras autoridades para resolver eventuais dúvidas pendentes.
"O WhatsApp afirmou seu apoio a um modelo pró-competitivo e aberto para pagamentos e também seu compromisso em fornecer pagamentos via PIX tão logo o sistema esteja disponível", revelou o chefe do aplicativo. "O Banco Central ressaltou que respalda plataformas como o WhatsApp que estão inovando em pagamentos digitais e criando novas maneiras de apoiar pessoas e pequenas empresas em todo o Brasil", acrescentou.
Comentários