Porto Alegre, segunda-feira, 23 de março de 2020.
Dia Mundial do Meteorologista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de março de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Saúde

23/03/2020 - 17h17min. Alterada em 23/03 às 17h22min

Hospital de Clínicas de Porto Alegre realiza eleição

Funcionários da instituição definirão pelo voto quem serão os dirigentes nos próximos anos

Funcionários da instituição definirão pelo voto quem serão os dirigentes nos próximos anos


MARCO QUINTANA/JC
Osni Machado
Em meio ao trabalho de combate ao coronavírus, o Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) realiza nesta terça e quarta-feira (24 e 25) a eleição para escolha da nova diretoria. O mandato de dois anos, pode ser prorrogado por mais dois e deve ter início em junho.
Em meio ao trabalho de combate ao coronavírus, o Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) realiza nesta terça e quarta-feira (24 e 25) a eleição para escolha da nova diretoria. O mandato de dois anos, pode ser prorrogado por mais dois e deve ter início em junho.
Participam duas chapas: uma delas tem à frente a cardiologista e professora Nadine Clausell, atual diretora-presidente do HCPA. A chapa de oposição é liderada pelo médico Amarilio Vieira de Macedo Neto, que comandou o hospital durante oito anos.
Cerca de 9 mil pessoas da comunidade do Clínicas podem participar da eleição: professores de Medicina, de Enfermagem, funcionários do hospital, alunos de graduação, de pós-graduação (todas as áreas da saúde), bem como médicos residentes.
Neto, que dirigiu a instituição de dezembro de 2008 a dezembro de 2016, destaca que o projeto de expansão do HCPA foi pensado e saiu do papel na sua gestão. A obra teve início em junho de 2014, para ampliar a área física do hospital em cerca de 70% e foi concluída no ano passado. A principal proposta de Neto é concluir a ocupação do novo espaço.
“Somos hospital escola da Ufrgs, mas somos também uma empresa pública de direto privado. Está na lei de criação (do hospital, de 1970) fazer convênios com entidades públicas e privadas. Então quais são as prioridades? Entender esta nova lei das estatais, editada em 2017 e que tem muita coisa interessante. Defende, por exemplo, a busca de parcerias dentro e fora do Brasil como forma de obtenção de verbas para instituição e a ocupação das novas instalações do HCPA.”
O hospital, segundo ele, atua com quatro focos distintos: assistência, ensino, pesquisa e inovação. “Nenhum centro universitário norte-americano se desenvolve sem o grande aporte que a inovação traz de recursos.” Ele também é favorável à criação de um instituto de virologia a partir de talentos locais, para defender o Estado no combate a vírus que vem de outros locais.
Seguindo as recomendações do Grupo de Trabalho para Enfrentamento ao Coronavírus e da Comissão de Consulta, a campanha adotou um novo estilo, cumprindo as medidas de restrição divulgadas pela instituição e intensificando a comunicação nos canais virtuais. Deste modo, na quinta-feira (19) ocorreu um debate on-line entre os candidatos, para apresentação de suas propostas.
A atual gestão vai até junho este ano, quando haverá posse do novo diretor-presidente do HCPA por intermédio de indicação do reitor da Ufrgs, Rui Vicente Oppermann. A posse ocorrerá ainda em junho.
Em nota, Nadine explicou que na sua administração “o Clínicas venceu as dificuldades do cenário econômico e se fortaleceu como hospital de referência e excelência”. Também reafirmou o compromisso de promover uma gestão cada vez mais profissional e o crescimento da instituição com a captação de novos recursos – sobretudo por meio do recém-criado Escritório de Captação de Recursos.
Ainda destacou grandes conquistas como a preservação do modelo de gestão do HCPA no processo de adequação à Lei das Estatais, assim como a superação do risco de privatização do hospital. O texto ainda citou a ampliação do quadro funcional e a manutenção de todos os benefícios conquistados ao longo dos últimos anos e reforçados como compromissos para a nova gestão, além da garantia da estrutura organizacional do HCPA como empresa pública.
Entre os pontos defendidos por Nadine estão: captar novos investimentos para garantir a sustentabilidade e o crescimento; qualificar ainda mais as ações e os resultados da assistência, do ensino e da pesquisa; gestão cada vez mais profissionalizada.
O HCPA é uma intuição pública de direito privado e universitária, integrante da rede de hospitais universitários do Ministério da Educação (MEC) e vinculada academicamente à Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs).