Porto Alegre, sexta-feira, 13 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

SAÚDE

12/03/2020 - 18h57min. Alterada em 13/03 às 14h42min

ANS inclui exame para coronavírus na cobertura dos planos de saúde

Exame do coronavírus terá cobertura dos planos de saúde

Exame do coronavírus terá cobertura dos planos de saúde


MARCO QUINTANA/JC
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou nesta quinta-feira (12) a inclusão do exame de detecção do coronavírus entre os procedimentos obrigatórios para beneficiários de planos de saúde no País. A medida foi regulada por meio de uma Resolução Normativa, que aguarda publicação no Diário Oficial da União para ser efetivada.
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou nesta quinta-feira (12) a inclusão do exame de detecção do coronavírus entre os procedimentos obrigatórios para beneficiários de planos de saúde no País. A medida foi regulada por meio de uma Resolução Normativa, que aguarda publicação no Diário Oficial da União para ser efetivada.
O teste será permitido aos beneficiários de planos de saúde com cobertura ambulatorial, hospitalar ou de referência e será feito nos casos em que houver indicação médica, de acordo com o protocolo e as diretrizes definidas pelo Ministério da Saúde. A ANS orienta que o beneficiário não se dirija a hospitais ou outras unidades de saúde sem antes consultar a operadora de seu plano de saúde, para obter informações sobre o local mais adequado para a realização do exame ou esclarecer dúvidas sobre diagnóstico e tratamento da doença.
A Agência reforça ainda que os protocolos e diretrizes podem ser revistos a qualquer tempo, o que poderá alterar a indicação obrigatória dos casos para realização do exame, e esclarece que a cobertura do tratamento aos pacientes diagnosticados com o Covid-19 já é assegurada aos beneficiários de planos de saúde, de acordo com a segmentação dos planos ambulatorial e hospitalar.