Porto Alegre, sábado, 17 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 17 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 21h08min, 11/03/2020. Atualizada em 14h25min, 13/03/2020.

Coronavírus: Rio Grande do Sul chega a quatro casos

Durante o dia, o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) confirmou o primeiro caso de Porto Alegre

Durante o dia, o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) confirmou o primeiro caso de Porto Alegre


ALEX ROCHA/PMPA/JC
Atualizado às 8h40min de 12/3
Atualizado às 8h40min de 12/3
O Laboratório Central do Rio Grande do Sul confirmou mais dois casos positivos para o novo coronavírus no Estado. Assim, o total de casos gaúchos de Covid-19 chega a quatro. A informação foi divulgada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) via Twitter.
> Acesse tudo sobre o coronavírus, o que é, contágio, prevenção e situação pelo mundo e no Brasil
Os novos casos são de Porto Alegre e Caxias do Sul. Na capital, trata-se de uma jovem de 19 anos, aluna do curso de Administração da Pucrs, com histórico de viagem para Itália entre 21 de janeiro e 9 de março. De acordo com a universidade, a estudante ficou em isolamento desde que retornou da viagem e, portanto, não circulou pelo campus. Na cidade da Serra, um homem de 42 anos contraiu o vírus. Ele retornou de Milão, na Itália, no dia 29 de fevereiro com os sintomas.

> VÍDEO: Cinco cuidados para prevenir o novo coronavírus

Os dois casos não estão relacionados entre si ou com os outros dois já confirmados no Estado. Ambos também têm histórico de viagem para a Itália e se encontram hoje com quadro leve e em isolamento domiciliar.
No início desta terça-feira (11), a SES havia confirmado o primeiro caso no Rio Grande do Sul. O paciente reside em Campo Bom e é um homem de 60 anos que esteve em Milão, na Itália, entre os dias 16 e 23 de fevereiro. Após cumprir quarentena domiciliar, ele foi liberado nesta quarta-feira (11) podendo retomar sua rotina normal.
O governador Eduardo Leite (PSDB) confirmou que o paciente apresentou sintomas de febre e tosse no dia 29 de fevereiro, assim que retornou ao Brasil. O homem procurou atendimento médico utilizando uma máscara de proteção, seguindo a indicação da Organização Mundial da Saúde. No dia 2 março, foi notificado ao Estado como caso suspeito e enviados exames ao Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen-RS).
Mais tarde, o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) confirmou o primeiro caso de Porto Alegre. Trata-se de uma mulher de 54 anos que viajou para a Itália. A paciente, que é funcionária pública, está em isolamento domiciliar, para tratamento. A coleta para fazer o exame foi feito na casa dela, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. 
Com os registros, a secretaria porto-alegrense e a do Estado reforçaram a adoção de cuidados que a população deve seguir, desde lavar as mãos com mais frequência, uso de lenço ou proteção com o braço ao espirrar, manter locais arejados e limpar superfícies.
Comentários CORRIGIR TEXTO