Porto Alegre, sexta-feira, 06 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Transportes

06/03/2020 - 19h58min. Alterada em 06/03 às 23h45min

EPTC propõe passagem a R$ 5,05 para ônibus de Porto Alegre

Aumento seria de 7,45%; Comtu avaliará pedido na próxima sexta-feira (13)

Aumento seria de 7,45%; Comtu avaliará pedido na próxima sexta-feira (13)


Bruna Oliveira/Especial/JC
A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) entregou ao prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (EPTC), o cálculo técnico da tarifa do transporte público. O resultado foi de um aumento de 7,45%, passando de R$ 4,70 para R$ 5,05. As empresas pediram R$ 5,20.
A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) entregou ao prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (EPTC), o cálculo técnico da tarifa do transporte público. O resultado foi de um aumento de 7,45%, passando de R$ 4,70 para R$ 5,05. As empresas pediram R$ 5,20.
O processo foi enviado ao Conselho Municipal de Transportes Urbanos (Comtu), que terá sete dias para apreciação. A reunião do Conselho será na próxima sexta-feira (13), às 15h30, no auditório da EPTC. Segundo a empresa, o cálculo feito pelos técnicos é baseado nos critérios estabelecidos pela lei, e resultou no valor técnico de R$ 5,0492.
Porto Alegre já tem a tarifa mais cara dentre as capitais brasileiras. Caso o aumento seja aprovado, a Capital gaúcha terá uma passagem R$ 0,55 mais cara que Belo Horizonte, cidade que tem o segundo maior valor para andar de ônibus (R$ 4,50).
Na nota disponibilizada pela EPTC, a empresa argumenta em favor do pacote da prefeitura para reduzir a passagem fazendo intervenções grandes na mobilidade urbana da Capital. A solicitação do Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa) foi para um aumento de R$ 0,50, o que elevaria o valor para R$ 5,20.