Porto Alegre, terça-feira, 25 de fevereiro de 2020.
Dia da Criação do Ministério das Comunicações.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

saúde

25/02/2020 - 21h03min. Alterada em 25/02 às 21h23min

Brasil tem 1º resultado positivo para coronavírus, mas ainda falta novo teste

O Coronavírus começou na China

O Coronavírus começou na China


ARTE/FOTO GOVERNO CHINÊS/DIVULGAÇÃO/JC
O Brasil teve, nesta terça-feira (25), um primeiro teste positivo para o coronavírus. O paciente é um homem de 61 anos, residente na capital paulista e que viajou recentemente à Itália, na região da Lombardia, norte do país, onde atualmente registra-se um surto da doença. O Ministério da Saúde informou que está investigando o caso, em conjunto com as secretarias estadual e municipal de São Paulo. 
O Brasil teve, nesta terça-feira (25), um primeiro teste positivo para o coronavírus. O paciente é um homem de 61 anos, residente na capital paulista e que viajou recentemente à Itália, na região da Lombardia, norte do país, onde atualmente registra-se um surto da doença. O Ministério da Saúde informou que está investigando o caso, em conjunto com as secretarias estadual e municipal de São Paulo. 
A viagem foi feita a trabalho, sem companhia, entre os dias 9 a 21 de fevereiro.  A notificação foi registrada pelo Hospital Israelita Albert Einstein. Ainda falta novo teste, que ocorrerá nesta quarta-feira (26) para tratar o diagnóstico como confirmado.
O paciente apresentou sintomas como febre, tosse seca, dor de garganta e coriza, compatíveis com a suspeita de coronavírus. Conforme a nota do ministério, ele está bem, com sinais brandos, e recebeu as orientações de precaução padrão.
Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova.
Em nota, a pasta informa ainda que, no atendimento, foram tomadas todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletadas amostras e realizados testes para vírus respiratórios comuns e exames específicos, conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
Este processo de validação dos resultados está em curso e o Ministério da Saúde divulgará o laudo final da investigação oportunamente, segundo a pasta. A pasta recomenda, portanto, cautela sobre quaisquer informações que não sejam as oficiais, uma vez que a investigação não está concluída. Com informações do Estadão Conteúdo.