Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 25 de janeiro de 2020.
Aniversário da cidade de São Paulo. Aniversário dos Correios e Telégrafos.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

Alterada em 25/01 às 18h45min

Sobe para 12 o número de mortes causadas pelas chuvas em Minas Gerais

Os temporais castigaram, até o momento, 36 municípios do estado, atingindo 3.375 pessoas

Os temporais castigaram, até o momento, 36 municípios do estado, atingindo 3.375 pessoas


DOUGLAS MAGNO/AFP/JC
O número de mortes em razão das chuvas em Minas Gerais subiu para 12. O número foi atualizado pela Defesa Civil do estado no início da tarde deste sábado (25). Além dos óbitos, há 16 pessoas desparecidas, o que podenelevar as perdas.
O número de mortes em razão das chuvas em Minas Gerais subiu para 12. O número foi atualizado pela Defesa Civil do estado no início da tarde deste sábado (25). Além dos óbitos, há 16 pessoas desparecidas, o que podenelevar as perdas.
Os temporais castigaram, até o momento, 36 municípios do estado, atingindo 3.375 pessoas. Conforme o último balanço das autoridades estaduais, sete pessoas ficaram feridas, 2.554 estão desalojadas e 751 desabrigados.
De acordo com a Defesa Civil, há risco grande de deslizamento em nove cidades da região metropolitana de Belo Horizonte: Sabará, Rio Acima, Brumadinho, Contagem, Nova Lima, Betim, Ribeirão das Neves e Ibirité, além da própria capital. Em Belo Horizonte, somente ontem (24) foram registradas 72 ocorrências desse tipo.
Entre a quinta e a sexta-feira, o volume foi o maior registrado desde que teve início o monitoramento, no ano de 1910.
A previsão é que a intensidade das chuvas reduza-se amanhã (26). A Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar continuam trabalhando no atendimento de ocorrências tanto de risco geológico (como deslizamentos e soterramentos) quanto de risco hidrológico (como alagamentos e inundações).
Agência Brasil
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia