Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 10 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

Saúde

10/01/2020 - 03h00min. Alterada em 10/01 às 03h00min

Farmácia do Estado pode passar para a administração da Capital

A secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, e o titular da pasta na Capital, Pablo Stürmer discutiram nesta quinta-feira a transferência da gestão da Farmácia de Medicamentos Especiais do Estado para o município. A proposta passa por uma alteração de endereço da farmácia, localizada na esquina da avenida Borges de Medeiros com a rua Riachuelo, no Centro. Além de uma readequação da futura estrutura, a escolha do novo local deverá atender a critérios de acesso fácil por transporte público e acessibilidade, na mesma zona da cidade. Por mês, a farmácia atende a 24 mil usuários. O próximo passo é a elaboração do convênio para essa finalidade pelos técnicos do Estado e do Município, prevendo as questões de financiamento para implantação e custeio.
A secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, e o titular da pasta na Capital, Pablo Stürmer discutiram nesta quinta-feira a transferência da gestão da Farmácia de Medicamentos Especiais do Estado para o município. A proposta passa por uma alteração de endereço da farmácia, localizada na esquina da avenida Borges de Medeiros com a rua Riachuelo, no Centro. Além de uma readequação da futura estrutura, a escolha do novo local deverá atender a critérios de acesso fácil por transporte público e acessibilidade, na mesma zona da cidade. Por mês, a farmácia atende a 24 mil usuários. O próximo passo é a elaboração do convênio para essa finalidade pelos técnicos do Estado e do Município, prevendo as questões de financiamento para implantação e custeio.
 
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia