Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 22 de outubro de 2019.
Dia do Enólogo.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

urbanismo

22/10/2019 - 13h10min. Alterada em 22/10 às 18h42min

Fabricante holandesa quer construir roda gigante na orla do Guaíba

Roda gigante na orla do Guaíba terá 80 metros de altura e cabines com seis lugares

Roda gigante na orla do Guaíba terá 80 metros de altura e cabines com seis lugares


PMPA/ Divulgação/ JC
Bruna Oliveira
O anúncio de que o trecho 2 da orla do Guaíba de Porto Alegre prevê uma roda gigante com 80 metros de altura já despertou interesse de fabricantes internacionais dos equipamentos. A holandesa Dutch Wheels, referência mundial na construção de rodas de observação, é uma das primeiras a entrar na corrida para instalar sua expertise em solo porto-alegrense.
O anúncio de que o trecho 2 da orla do Guaíba de Porto Alegre prevê uma roda gigante com 80 metros de altura já despertou interesse de fabricantes internacionais dos equipamentos. A holandesa Dutch Wheels, referência mundial na construção de rodas de observação, é uma das primeiras a entrar na corrida para instalar sua expertise em solo porto-alegrense.
Segundo o CEO da Connect Global, Tiago Lentz, a fabricante possui equipamentos em locais como Estados Unidos, Canadá, Dubai e Hong Kong. A Connect, que é uma aceleradora gaúcha de projetos, está fazendo o  meio de campo entre a fabricante, a prefeitura da Capital, que prepara o processo da concessão da orla 2, e o futuro grupo vencedor.
Notícias sobre urbanismo são importantes para você?
"Fechamos uma parceria com a Dutch Wheels para prospectar negócios na América do Sul e vimos que a ideia tem tudo a ver com tornar Porto Alegre uma cidade do futuro", destacou Lentz.
Audiência e consulta pública foram feitas para coleta de sugestões do que fazer no trecho entre a Rótula das Cuias e o Arroio Dilúvio. São 134,4 mil metros quadrados de área que sofrerá obras e 850 metros de extensão.
O ponto crucial para desenrolar o projeto da roda gigante é a definição de qual empresa vai assumir a revitalização do trecho, que fica entre a Rótula das Cuias e a foz do Arroio Dilúvio. O edital que definirá as regras da licitação está previsto para ser lançado em novembro deste ano.
O estudo inicial divulgado pela prefeitura prevê a construção da roda gigante, com cabine para seis pessoas, na península da orla. A empresa que ficar com a exploração da área deverá, obrigatoriamente, contratar um fornecedor de rodas de observação que cumpra com as normas internacionais de segurança.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/10/22/206x137/1_dutch_wheels_montreal-8879411.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5daf0ff85e333', 'cd_midia':8879411, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/10/22/dutch_wheels_montreal-8879411.jpg', 'ds_midia': 'Roda de Observação da fabricante holandesa Dutch Wheels', 'ds_midia_credi': 'Divulgação/JC', 'ds_midia_titlo': 'Roda de Observação da fabricante holandesa Dutch Wheels', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '776', 'cd_midia_h': '395', 'align': 'Left'}

Projeto da roda de observação construída pela Dutch Weels em Montreal. Foto: Divulgação/JC

O modelo de roda gigante projetado pela holandesa custa 15 milhões de euros, ou cerca de R$ 67 milhões. As gôndolas serão desenhadas pela italiana Pininfarina, empresa responsável por assinar modelos da marca de automóveis Ferrari. Neste exemplo, são 24 gôndolas (cabines) que comportam até 20 pessoas cada uma. Mas a fabricantes tem mais opções.
O preço estimado do ingresso, com base no mercado já explorado em outros países, é de US$ 15,00, ou cerca de R$ 60,00 para uma volta de 15 minutos. "É uma novidade que vai trazer uma visão de inovação para Porto Alegre. Vai ser um trecho conhecido internacionalmente, com potencial para atrair muitos turistas de fora", projeta o CEO da Connect Global.
A construção do modelo projetado pela Dutch Wheels pode levar 12 meses. Cerca de 30 pessoas seriam necessárias para a montagem dos componentes, que vêm da Holanda.

Orlas em ritmo de obras

As revitalizações de trechos da orla despertam mais interesse e até novos projetos. O consórcio português que começou nessa segunda-feira (21) as obras no trecho 3 já admitiu que pode disputar a concorrência para o trecho 2. Um morador de Porto Alegre sugeriu que, em vez da roda gigante, uma cuia gigante fosse instalada no mesmo ponto, defendendo que há mais relação com a cultura regional.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/09/17/206x137/1_02_vista_gasometro-8845611.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5d8131e464cc9', 'cd_midia':8845611, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/09/17/02_vista_gasometro-8845611.jpg', 'ds_midia': 'projeto cuia na orla', 'ds_midia_credi': ' Itamar Nogueira dos Santos/Reprodução/JC', 'ds_midia_titlo': 'projeto cuia na orla', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '574', 'align': 'Left'}

Um designer de produtos aplicou a cuia de 80 metros como alternativa à roda gigante na orla

O trecho 1 da orla da Capital, entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias, teve a revitalização concluída em junho de 2018 e foi bancada por financiamento da CAF, de R$ 68 milhões. A manutenção hoje é feita pela Uber, que renovou recentemente após um ano na função.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/10/09/206x137/1_cmpc_alegria_001l-8866282.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5d9dff459d3d3', 'cd_midia':8866282, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/10/09/cmpc_alegria_001l-8866282.jpg', 'ds_midia': 'A CMPC, em parceria com a Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano de Guaíba, está desenvolvendo um projeto de restauração da Orla de Guaíba. O projeto Conecta CMPC vai promover maior infraestrutura na região dos balneários Alvorada e Alegria', 'ds_midia_credi': 'CMPC/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'A CMPC, em parceria com a Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano de Guaíba, está desenvolvendo um projeto de restauração da Orla de Guaíba. O projeto Conecta CMPC vai promover maior infraestrutura na região dos balneários Alvorada e Alegria', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '450', 'align': 'Left'}

Orla do município de Guaíba vai ganhar novo visual, equipamentos e áreas de lazer

Além de Porto Alegre, outra margem do lago também terá melhorias. O município de Guaíba, que fica em frente à orla porto-alegrense, terá trechos da sua orla repaginados. O grupo chileno de celulose CMPC, que tem um complexo na região, vai bancar o projeto que começa em breve.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia