Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Trânsito

- Publicada em 21h32min, 21/10/2019. Atualizada em 18h54min, 22/10/2019.

Faixas exclusivas tentam dar mais eficiência ao transporte público

Espaço só receberá ônibus e lotações de segunda a sexta-feira das 6h às 9h e das 16h às 20h

Espaço só receberá ônibus e lotações de segunda a sexta-feira das 6h às 9h e das 16h às 20h


NÍCOLAS CHIDEM/JC
Juliano Tatsch
Desde ontem, Porto Alegre conta com duas novas faixas exclusivas para o transporte coletivo. Os espaços são na avenida Independência e na rua Mostardeiro, ambas no bairro Independência. Os trechos no sentido Centro-bairro estão demarcados com sinalização vertical (placas) e por uma sinalização horizontal através de faixa azul contínua, com início após a praça Dom Sebastião, junto ao colégio Rosário, até a rua Florêncio Ygartua.
Desde ontem, Porto Alegre conta com duas novas faixas exclusivas para o transporte coletivo. Os espaços são na avenida Independência e na rua Mostardeiro, ambas no bairro Independência. Os trechos no sentido Centro-bairro estão demarcados com sinalização vertical (placas) e por uma sinalização horizontal através de faixa azul contínua, com início após a praça Dom Sebastião, junto ao colégio Rosário, até a rua Florêncio Ygartua.
A medida faz parte do projeto de priorização do transporte coletivo lançado na primeira quinzena de setembro pela prefeitura. A circulação exclusiva para o transporte coletivo (ônibus e lotação) ocorre de segunda a sexta-feira das 6h às 9h e das 16h às 20h. Nos demais períodos, o trânsito de automóveis será permitido.
Notícias sobre trânsito são importantes para você?
"Essa implantação faz parte de um conjunto de ações de valorização do transporte coletivo. Já temos a tecnologia auxiliando o cidadão a saber o horário, em tempo real, em que o seu ônibus irá passar na parada. Essa mesma tecnologia, nos dá maior capacidade de fiscalização. Agora, estamos dando mais velocidade ao transporte coletivo", afirma o secretário extraordinário de Mobilidade Urbana da Capital, Rodrigo Tortoriello.
A prefeitura espera que, por meio das medidas anunciadas - algumas já realizadas, como o acompanhamento do trajeto dos coletivos pelo aplicativo do TRI, e outas ainda por vir, como a ampliação de vias exclusivas - possa reverter a tendência de queda na demanda pelo transporte coletivo na cidade. A Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre (ATP) estima fechar o ano com 163,6 milhões de passageiros pagantes. O total é cerca de 50,3 milhões menor que o projetado no edital da licitação do transporte público da Capital.
O secretário municipal salienta que as medidas buscam, também, redução do custo operacional do sistema. "Depois, queremos ampliar os canais de compra de passagens por parte da população", destaca Tortoriello.
A prefeitura pretende dobrar o número de faixas exclusivas na cidade, buscando dar mais eficiência ao sistema de ônibus. Aos 17 quilômetros já existentes, serão incorporados outros 22 km em 16 trechos. A prefeitura avalia como positivos os resultados obtidos com os espaços de trânsito segmentados. "Funcionam de forma adequada, mais ainda são insuficientes para obter mais mobilidade. Por isso, estamos no processo de ampliar essas áreas", diz o gestor público.
A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) ainda não está autuando os motoristas e motociclistas que desrespeitam as faixas exclusivas da Independência e da Mostardeiro. Conforme o secretário de Mobilidade, não há um prazo definido para que as multas passem a ser aplicadas. "Vamos dar o tempo que for necessário. Até hoje, ainda não começamos a autuar na faixa exclusiva da Estação Rodoviária (implantada em julho). O objetivo não é autuar, é conscientizar."

Como funcionam os espaços

Como os novos espaços irão impactar no transporte:
De acordo com a EPTC, a faixa da avenida Independência, com 1.150 metros, resultará em uma redução de 75% nos deslocamentos do transporte coletivo no trecho, ao diminuir, em média, em sete minutos o tempo para percorrer o trajeto até a rua Ramiro Barcelos. Já o trecho da rua Mostardeiro, com 500 metros, terá uma diminuição de três dos atuais quatro minutos e meio.
Orientação aos motoristas:
O embarque e desembarque dos passageiros de táxis e do transporte por aplicativos nas calçadas junto às faixas exclusivas é permitido de acordo com a sinalização existente (onde não houver placa de proibido parar e estacionar), e desde que a parada ocorra no tempo estritamente necessário para a entrada e saída dos passageiros do veículo. O acesso à área prioritária deve ser devidamente sinalizado com o uso de seta (pisca-pisca). A EPTC, porém, orienta e incentiva o uso das transversais, quando possível, para a chamadas ou embarque/desembarque dos aplicativos e também de táxis, para evitar atrapalhar o fluxo de veículos na faixa exclusiva e o desrespeito à sinalização.
Próximo passo:
Após esta fase, será implantada a faixa exclusiva na avenida Goethe, junto ao Parque Moinhos de Vento, onde os trabalhos já iniciaram. A faixa, a ser implantada no sentido Sul-Norte, irá beneficiar 62 mil usuários diariamente, em oito linhas de ônibus, com redução de 67% no tempo de viagem do trecho de 400 metros, que passará dos três minutos atuais a ser percorrido em apenas um minuto.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO