Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Transporte público

- Publicada em 21h23min, 24/09/2019. Atualizada em 21h23min, 24/09/2019.

Carris registra lucro pela primeira vez desde 2012

Projeto de lei prevê compra de 87 novos ônibus para a frota da empresa

Projeto de lei prevê compra de 87 novos ônibus para a frota da empresa


/MARCELO G. RIBEIRO/JC
Isabella Sander
Pela primeira vez desde agosto de 2012, a Carris registrou lucro líquido no mês passado, chegando a R$ 124 mil. Mesmo assim, a companhia segue com déficit - até agosto de 2019, estava com R$ 11,2 milhões negativos. O déficit era de R$ 74,2 milhões no início de 2017.
Pela primeira vez desde agosto de 2012, a Carris registrou lucro líquido no mês passado, chegando a R$ 124 mil. Mesmo assim, a companhia segue com déficit - até agosto de 2019, estava com R$ 11,2 milhões negativos. O déficit era de R$ 74,2 milhões no início de 2017.
A informação foi divulgada durante evento de assinatura de contrato com a empresa que fará um diagnóstico da situação da companhia, a fim de reestruturá-la e decidir se ela será ou não privatizada. A empresa Maciel Auditores fará estudos de viabilidade econômico-financeira, jurídica, contábil e técnico operacional da Carris. O resultado da primeira fase da análise será conhecido em 180 dias.
Notícias sobre trânsito são importantes para você?
"Se privatizarmos a Carris, será com uma base racional e, se não privatizarmos, também. Já sofremos muito com decisões baseadas em conceitos simplórios, ideológicos e populistas. Não deixaremos de privatizar por populismo e nem privatizaremos por populismo", defende o prefeito Nelson Marchezan Júnior.
O prefeito aproveitou a ocasião para anunciar que encaminhará um projeto de lei para a Câmara de Vereadores solicitando autorização dos parlamentares para contratar um financiamento de R$ 40 milhões junto à Caixa Econômica Federal. O dinheiro, se aprovado, será usado para comprar 87 ônibus novos para a frota da Carris. "Todos terão GPS, bilhetagem, ar-condicionado e acessibilidade", destaca.
A diretora-presidente da Carris, Helen Machado, relata que desde que assumiu a gestão da companhia, em fevereiro de 2017, busca o reequilíbrio financeiro da empresa. "Lamentavelmente, por muito descaso e um olhar direcionado a grupos pequenos, com poucas pessoas que ganhavam muito bem, a empresa ficou congelada no seu passado e esqueceu que o mundo é dinâmico e que aquilo que fazia não seria suficiente para mantê-la viva", pontua.
Os esforços de Helen se voltaram para a procura de reduzir o déficit e gerar lucro mesmo diante de uma diminuição de 19,8% no número de passageiros da companhia somente em 2019. A população atendida pela Carris é de em torno de 141 mil pessoas diariamente. A frota da empresa pública é de 347 ônibus, que percorrem diariamente 5,2 mil quilômetros em 2,7 mil viagens.
Comentários CORRIGIR TEXTO