Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de setembro de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Infraestrutura

Edição impressa de 06/09/2019. Alterada em 05/09 às 21h14min

Obra contra alagamentos na Zona Norte vai até maio

Até 300 mil pessoas serão beneficiadas pela nova rede de drenagem

Até 300 mil pessoas serão beneficiadas pela nova rede de drenagem


/CLAITON DORNELLES/JC
Isabella Sander
Como parte de um conjunto de obras para combater alagamentos e acúmulos de água em Porto Alegre, está em andamento a instalação de uma nova rede de drenagem no bairro Passo D'Areia, na Zona Norte. A rede terá 692 metros de extensão, no entorno da rua Veranópolis e da avenida Plínio Brasil Milano, e deve beneficiar entre 250 mil e 300 mil pessoas. A intervenção deve ser concluída até maio do ano que vem.
Como parte de um conjunto de obras para combater alagamentos e acúmulos de água em Porto Alegre, está em andamento a instalação de uma nova rede de drenagem no bairro Passo D'Areia, na Zona Norte. A rede terá 692 metros de extensão, no entorno da rua Veranópolis e da avenida Plínio Brasil Milano, e deve beneficiar entre 250 mil e 300 mil pessoas. A intervenção deve ser concluída até maio do ano que vem.
Nomeada "F1", esta é a quarta obra a ser iniciada, de 26 previstas para a ampliação do sistema de macrodrenagem do arroio Areia, que passa por diferentes áreas de uma região tradicionalmente atingida por alagamentos após chuvas fortes na Capital. A execução passa por baixo do viaduto Obirici, onde é possível ver um buraco de grandes dimensões sendo cavado por cinco a sete operários e duas escavadeiras. O canteiro de obras também conta com estruturas metálicas de contenção para fazer o buraco, pedras, areia, granito e tubulações grandes, de 1,5 metro, a serem instaladas depois das escavações.
Notícias sobre Porto Alegre são importantes para você?
No total, as obras de macrodrenagem do arroio Areia custarão R$ 107,2 milhões, oriundos do governo federal, com contrapartida de R$ 1,3 milhão da prefeitura. A primeira das execuções foi iniciada em junho de 2018, com a construção de um reservatório na praça Doutor Luis Francisco Guerra Blessmann (R2), com capacidade de 7,6 mil metros cúbicos de água. A construção já foi finalizada e, agora, a praça está em fase de nivelamento para urbanização, a ser concluída no mês que vem.
Em junho de 2019, foram iniciadas duas novas obras de conjunto: a implantação de um reservatório na praça Lopes Trovão (R1) e de galerias subterrâneas na avenida Anita Garibaldi (C1). As galerias, localizadas entre as ruas Luiz Cosme e Desembargador José Bernardo de Medeiros, têm término previsto para dezembro deste ano, enquanto o reservatório na praça, que terá capacidade para 6,8 mil metros cúbicos de água, deve estar pronto em junho do ano que vem.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia