Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 16 de agosto de 2019.
Dia do Filósofo.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Assistência Social

Edição impressa de 16/08/2019. Alterada em 15/08 às 21h20min

Três restaurantes populares começam a funcionar em setembro em Porto Alegre

Desde maio, a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais do Brasil, serve refeições gratuitas no Ginásio Tesourinha

Desde maio, a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais do Brasil, serve refeições gratuitas no Ginásio Tesourinha


/MARCELO G. RIBEIRO/JC
Matheus Closs
Duas Organizações da Sociedade Civil (OSCs) foram aprovadas para implantar os novos restaurantes populares da Capital, chamados Prato Alegre. A Associação Brith Shalom, que cuidará de um restaurante na região do Centro Histórico e outro na Glória/Cruzeiro/Cristal, e a Associação Social Aliança do Rio Grande do Sul (ASA-RS), que será responsável pelo restaurante na região Nordeste/Eixo Baltazar/Norte/Noroeste, são as escolhidas.
Duas Organizações da Sociedade Civil (OSCs) foram aprovadas para implantar os novos restaurantes populares da Capital, chamados Prato Alegre. A Associação Brith Shalom, que cuidará de um restaurante na região do Centro Histórico e outro na Glória/Cruzeiro/Cristal, e a Associação Social Aliança do Rio Grande do Sul (ASA-RS), que será responsável pelo restaurante na região Nordeste/Eixo Baltazar/Norte/Noroeste, são as escolhidas.
O resultado oficial do chamamento público foi publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial de Porto Alegre. Os espaços devem começar a funcionar em setembro, em locais que serão definidos pelas organizações vencedoras.
Notícias sobre Porto Alegre são importantes para você?
"Gostaria que começassem ainda no final desse mês, mas tem a questão dos prazos. Infelizmente, a administração pública, não apenas a municipal, é muito burocrática, e tem ritos que devem ser seguidos", lamenta a titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte, comandante Nádia Gerhard.
Os três restaurantes Prato Alegre servirão, de segunda a sexta-feira, um total de 400 refeições diárias, de forma gratuita. Os estabelecimentos oferecerão, além de alimentação, um centro de atendimento social com serviços em saúde, educação, cultura e oficinas de capacitação para o mercado de trabalho. O repasse mensal para os restaurantes será de R$ 105.600,00.
O edital para os restaurantes populares do Prato Alegre, lançado em junho, previa a contratação de seis locais. Entretanto, a região Leste/Lomba do Pinheiro/Partenon não apresentou interessados. Os outros dois restaurantes, um na região do Centro e outro na Restinga, apresentaram interessados que, no entanto, não atenderam os pré-requisitos, entregando documentações e planos de trabalho incompletos. "Não vamos desistir dos outros três restaurantes. Assim que assinarmos o contrato dos três aprovados e dermos início às atividades, vamos fazer um novo chamamento público", garante Nádia.
Desde maio deste ano, quando foi fechado o único restaurante popular de Porto Alegre, a prefeitura, em parceria com a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais do Brasil (Adra), serve refeições gratuitas para a população em situação de rua cadastrada pela equipe de Assistência Social, no Ginásio Tesourinha, no bairro Menino Deus. O termo de cooperação com a Adra, expirado no dia 9 de agosto, foi renovado por mais dois meses. Dessa forma, as refeições seguirão sendo oferecidas no Tesourinha até a abertura dos novos restaurantes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia