Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de julho de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

Edição impressa de 29/07/2019. Alterada em 28/07 às 21h15min

Semana terá marcas de 3 a 26 graus no Estado

Terça e quarta-feira apresentarão declínio nas temperaturas

Terça e quarta-feira apresentarão declínio nas temperaturas


/MARCELO G. RIBEIRO/JC
O Rio Grande do Sul passará por grande variação climática nesta semana, com marcas entre 3 e 26 graus. Hoje, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o Estado terá temperaturas mais altas, seguidas por uma terça e uma quarta-feira com declínio e uma quinta-feira na qual volta a esquentar. As chuvas, entretanto, deverão ter menos intensidade do que as registradas na semana passada.
O Rio Grande do Sul passará por grande variação climática nesta semana, com marcas entre 3 e 26 graus. Hoje, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o Estado terá temperaturas mais altas, seguidas por uma terça e uma quarta-feira com declínio e uma quinta-feira na qual volta a esquentar. As chuvas, entretanto, deverão ter menos intensidade do que as registradas na semana passada.
Nesta segunda-feira, o céu ficará parcialmente nublado, com pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Oeste, no Centro e no Sul gaúchos. Nas demais regiões, pode chover, mas não deve trovejar. Os termômetros devem registrar entre 7 e 26 graus no Rio Grande do Sul e entre 10 e 21 graus em Porto Alegre.
Amanhã, o tempo permanecerá nublado a parcialmente nublado, com pancadas de chuva em todas as regiões. As marcas sofrerão leve declínio, passando para 6 a 23 graus no Estado e 12 a 18 graus na Capital. Na quarta-feira, a instabilidade se afasta brevemente da atmosfera gaúcha e o céu ficará claro, com algumas nuvens. A temperatura se manterá entre 3 e 24 graus no Rio Grande do Sul e entre 10 e 20 graus em Porto Alegre.
A quinta-feira marcará o retorno da chuva, com céu parcialmente nublado, com pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Sul, no Centro e no Leste. Nas outras regiões, porém, não deve chover. A mínima será de 6 graus e a máxima voltará a subir, ficando em 26 graus, no Estado. Na Capital a variação será menor, indo de 12 a 22 graus.
 

Número de pessoas fora de casa em virtude da chuva chega a 207

Defesa Civil distribuiu donativos e mantimentos em São Gabriel

Defesa Civil distribuiu donativos e mantimentos em São Gabriel


/Prefeitura de São Gabriel Divulgação

A última semana foi de muita chuva em diferentes regiões do Rio Grande do Sul, chegando a deixar 260 pessoas fora de suas casas, sendo 252 delas desalojadas (hospedadas em residências de amigos e parentes) e oito desabrigadas (hospedadas em abrigos da prefeitura). Com a diminuição da intensidade das precipitações no fim de semana, muitas pessoas já tinham conseguido voltar para suas residências até o final da tarde de domingo, reduzindo o número para 207 - 190 desalojados - porém, chegando a 17 desabrigados.

São Gabriel foi o município mais atingido, com 100 pessoas ainda desalojadas no domingo. A Defesa Civil do Estado distribuiu no sábado mantimentos e donativos para as famílias afetadas na cidade. O município está em situação de emergência desde a sexta-feira. Na tarde de ontem, o rio Vacacaí, vizinho da cidade, estava em ritmo de baixa, mas se mantinha quatro metros acima do seu nível normal.

A cidade onde mais choveu, entretanto, não foi São Gabriel, e sim São Luiz Gonzaga, onde caíram 221,2 milímetros de água entre terça-feira e domingo, mas não teve registro de desalojados ou desabrigados. A Defesa Civil do Rio Grande do Sul permanece em alerta para os rios que ainda estão em elevação: Ibirapuitã, Ibicuí, Santa Maria, Camaquã, Gravataí e Jacuí.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia