Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 10 de junho de 2019.
Dia da Língua Portuguesa.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

ensino superior

10/06/2019 - 17h12min. Alterada em 10/06 às 17h12min

ProUni ofertará 169,2 mil bolsas de estudo; inscrições começam amanhã

Ao todo, participam desta edição 1.100 instituições

Ao todo, participam desta edição 1.100 instituições


Thiago Cruz/Ufrgs/Divulgação/JC
Agência Brasil
O Programa Universidade para Todos (ProUni) vai ofertar 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais e 101.139 parciais, no segundo semestre de 2019. As vagas foram anunciadas nesta segunda-feira (10), pelo Ministério da Educação (MEC). Ao todo, participam desta edição 1.100 instituições.
As inscrições podem ser feitas a partir de terça-feira (11). O prazo para participar da seleção vai até 14 de junho. A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni.
O número de bolsas é inferior às 174 mil ofertadas no segundo semestre do ano passado - 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais. Caiu também no número de instituições. Em 2018 foram 1.460.
Segundo o secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, a queda deve-se à possível suspensão de cursos e faculdades privadas, o que impede a oferta de bolsas.
Mesmo com a redução de vagas, a expectativa é que o número de inscrições aumente em relação a 2018. ?Tivemos um aumento no Sisu [Sistema de Seleção Unificada], o que mostra que tem mais gente buscando o ensino superior?, disse Vogel.
O Sisu, que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, teve um aumento de 25,9% no número de candidatos no processo seletivo do segundo semestre deste ano em comparação com o segundo semestre do ano passado.
Vogel explica que a redução de bolsas não impactará o orçamento do MEC, uma vez que as instituições participantes não recebem recursos. Elas são isentas de impostos.
ProUni
As bolsas de estudo ofertadas pelo ProUni são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%. As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais, contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.
Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.
É preciso ter obtido ainda uma nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.
Também podem participar do programa, estudantes com deficiência e professores da rede pública.
Calendário
A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. Já a segunda chamada será no dia 2 de julho.
O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada e de 2 a 8 de julho na segunda.
A lista de espera, caso as vagas não sejam ocupadas, fica disponível no site para consulta pelas instituições de ensino no dia 18 de julho.
CORRIGIR