Porto Alegre, quarta-feira, 29 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 29 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Sustentabilidade

- Publicada em 17h27min, 21/05/2019. Atualizada em 09h45min, 24/05/2019.

Feira do Bom Fim promove ação para reduzir uso de sacolas plásticas

Cálculo dos organizadores é de que sejam distribuídas 36,5 mil sacolas a cada sábado

Cálculo dos organizadores é de que sejam distribuídas 36,5 mil sacolas a cada sábado


Feira Ecológica/Divulgação/JC
Igor Natusch
Responsáveis pela tradicional feira de produtos orgânicos no bairro Bom Fim, em Porto Alegre, a Feira dos Agricultores Ecologistas e a Feira Ecológica do Bom Fim promoverão uma ação conjunta para diminuir o impacto ambiental de suas atividades. No próximo sábado, dia 25 de maio, acontece a primeira edição da campanha Sábado sem Sacola Plástica, que tentará estimular os cerca de 15 mil frequentadores de cada edição da feira a optar por soluções mais sustentáveis na hora de levar as compras para casa.
Responsáveis pela tradicional feira de produtos orgânicos no bairro Bom Fim, em Porto Alegre, a Feira dos Agricultores Ecologistas e a Feira Ecológica do Bom Fim promoverão uma ação conjunta para diminuir o impacto ambiental de suas atividades. No próximo sábado, dia 25 de maio, acontece a primeira edição da campanha Sábado sem Sacola Plástica, que tentará estimular os cerca de 15 mil frequentadores de cada edição da feira a optar por soluções mais sustentáveis na hora de levar as compras para casa.
Cada organização coordena uma das quadras da feira, que acontece todos os sábados e é, segundo os responsáveis, o maior espaço aberto de vendas de produtos ecológicos do mundo. Ao todo, 138 bancas participam, e o cálculo dos organizadores é de que sejam distribuídas 36,5 mil sacolas a cada sábado, chegando aos 2 milhões de itens por ano. "Quando chegamos a esses números, nossos próprios feirantes se assustaram", diz Anahi Fros, que faz assessoria de imprensa para a Feira Ecológica.
A ideia é que, uma vez por mês, os fregueses tragam suas próprias bolsas, ou que adquiram sacolas retornáveis produzidas por artesãos e cooperativas de economia solidária. Quem fizer questão da sacola plástica precisará pagar por ela.
Responsável pela comunicação da Feira dos Agricultores Ecologistas, Elson Schroeder explica que os dois grupos faziam promoções, dando cédulas para quem dispensasse a sacola plástica e sorteando cestas com produtos entre os participantes. "Queremos mudar um pouco o foco, agora", diz ele, acrescentando que o exemplo do Bom Fim pode encorajar cooperativas e associações de agricultores a promover ações parecidas em suas próprias feiras. As bancas da feira do Bom Fim funcionam nos sábados, entre 7h e 13h.  
Comentários CORRIGIR TEXTO