Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de março de 2019.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Direitos Humanos

14/03/2019 - 13h21min. Alterada em 14/03 às 13h38min

Suspeitos de matar Marielle e Anderson chegam ao IML para perícia

Lessa (esquerda) é suspeito de efetuar os disparos, e Queiroz, de dirigir o carro que seguiu a vereadora

Lessa (esquerda) é suspeito de efetuar os disparos, e Queiroz, de dirigir o carro que seguiu a vereadora


TOMAZ SILVA/AGÊNCIA BRASIL/JC
Agência Brasil
Os suspeitos do assassinato da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes deixaram nesta quinta-feira (14) a Delegacia de Homicídios da Capital, na Barra da Tijuca, com destino ao Instituto Médico-Legal, no centro, para exame de corpo de delito. Após a perícia, eles serão encaminhados para a Cadeia Pública em Benfica, na zona norte, onde devem passar por audiências de custódia.
Ronnie Lessa, suspeito de efetuar os disparos, e Élcio Vieira de Queiroz, suspeito de ter dirigido o carro que seguiu a vereadora, estavam detidos na delegacia desde terça-feira, quando a Polícia Civil e o Ministério Público deflagraram uma operação para cumprir 34 mandados de busca e apreensão e as duas prisões.
No cumprimento dos mandados, a polícia encontrou peças para a montagem de 117 fuzis na casa de Alexandre Motta. Ele afirma que apenas guardava as caixas a pedido do amigo Ronnie Lessa. Motta foi preso em flagrante e passará hoje por audiência de custódia. A defesa do suposto atirador nega que os armamentos e as munições sejam dele. As defesas dos três suspeitos afirmam que eles são inocentes e negam as acusações.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia