Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019.
Dia de São Valentim.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Transportes

14/02/2019 - 08h50min. Alterada em 14/02 às 22h34min

Prefeitura propõe passagem de ônibus a R$ 4,70 em Porto Alegre

Valor significa alta de 9,3% na tarifa atual de R$ 4,30; O IPCA em 12 meses é de 3,78%

Valor significa alta de 9,3% na tarifa atual de R$ 4,30; O IPCA em 12 meses é de 3,78%


PATRÍCIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC
A prefeitura de Porto Alegr vai propor que a passagem de ônibus passe dos atuais R$ 4,30 para R$ 4,70. A proposta foi enviada ao Conselho Municipal de Transportes Urbanos (Comtu) nessa quarta-feira (13). O valor significa alta de 9,3% na tarifa. A inflação oficial (IPCA) em 12 meses é de 3,78%. 
O Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa) empresas havia proposto passagem de R$ 4,78. O fator que mais pesou para o aumento, segundo a EPTC, foi a queda de passageiros. Em nota, a EPTC informou que a tarifa ordinária, com os cálculos previstos em lei, iria para R$ 4,75, mas com os descontos da Lei 12.503/19, que reduziu a isenção a pessoas mais velhas, o valor fica em R$ 4,70.
O diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti, diz que o peso de isenções - 31% dos usuários - impede maior redução. A prefeitura enviou projetos à Câmara de Vereadores para alterar mais benefícios que geram gratuidade. 
Segundo a prefeitura, o valor poderia chegar a R$ 5,15, seguindo as regras tarifárias, caso não tivessem sido aprovadas medidas pelos vereadores que restringiram gratuidades. Na diferença entre R$ 4,30 eR$ 5,15, R$ 0,46 seria impacto da queda de5,6% no número de usuários transportados em 2018.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Isabel 14/02/2019 13h43min
Estão cada vez mais sufocando os serviços de ônibus. Um serviço ridículo pra andar em sucatas velhas, ônibus que não param nas paradas, horários de tabela que nunca são cumpridos. E a culpa é sempre "das isenções", mas já acabaram com a segunda passagem gratuita, aumentaram a idade de isenção dos idosos. A cidade vai perdendo investimentos, a qualidade de vida vai caindo. Privatiza que é melhor? Não parece...
Gerson Eliseo Bregagnol 14/02/2019 11h29min
Bom Dia!nÉ engraçado, aumentam a tarifa porque esta em contrato, mas e a contrapartida das empresas, que está em contrato, nunca são cobradas. Tem de acabar com esse Comtu, nunca foi negado um aumento desde 1984.
sergio 14/02/2019 11h07min
IPCA de 3,78% - reajuste de 9,3% isso dá 246% acima do IPCA. Como diriam "AÍ TEM". Alguém deve ter recebido contribuição na campanha política. É só ir atrás. Beleza de presente.