Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 12 de janeiro de 2019.
Aniversário da Caixa Econômica Federal.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

12/01/2019 - 21h58min. Alterada em 12/01 às 22h24min

No Instagram, Eduardo Leite manda mensagem: 'Alegrete, estamos juntos!'

Governador se encontrou com moradores de Alegrete e sobrevoou áreas inundadas

Governador se encontrou com moradores de Alegrete e sobrevoou áreas inundadas


ITAMAR AGUIAR/PALÁCIO PIRATINI/DIVULGAÇÃO/JC
Patrícia Comunello
Adepto das redes sociais e principalmente do Instagram, o governador gaúcho, Eduardo Leite (PSDB), lançou no seu perfil imagens da incursão neste sábado (12) na região atingida pelas cheias na Fronteira Oeste.
"Alegrete, estamos juntos!", escreveu Leite no Instagram pessoal, com uma imagem cumprimentando uma moradora desabrigada entre os mais de 2,6 mil moradores nesta condição na cidade, a mais atingida na região. Em outra foto, o governador sobrevoa de helicóptero as áreas inundadas, com bolsões da cidade engolidos pelas águas do rio Ibirapuitã.
"Acabo de visitar a cidade do Alegrete, que recebeu, junto com outros municípios da região, quase 500 milímetros de chuvas nos últimos três dias (volume esperado para três meses inteiros!). As cenas impressionam. Estamos trabalhando para dar suporte às prefeituras e assistência às famílias atingidas", retratou, e finalizou com as hashtags #alegrete #vamosriogrande #força.
Nos stories, que são posts mais efêmeros, que ficam no ar 24 horas, mais cenas da passagem do governador pela região. As postagens repercutiram, com mais de 200 comentários cada. "Primeiro desafio do governador. Vai à luta rapaz", comentou Luiz Carlos Morais após o post de Leite.
No site do governo, Leite informou que ao passar por Uruguaiana havia pedido ação da Força Gaúcha de Pronta Resposta para reforçar o policiamento na cidade. A medida foi adotada, pois 166 presos do Instituto Penal de Uruguaiana tiveram de ser liberados do regime semi-aberto para o regime domiciliar já que ventos danificaram o prédio. "Também estamos agilizando o processo para fazer a reforma do telhado para que o instituto volte a receber os apenados o mais rápido possível", informou Leite.
Outra providência é a Defesa Civil Estadual agilizar o processo de homologação dos decretos de emergência das prefeituras. A medida acelera o acesso a recursos do governo federal. Onze prefeitos da Fronteira Oeste decretaram situação de emergência. 
Leite anunciou horas-máquina para as prefeituras desobstruírem córregos e canais, limpar ruas e recuperar estradas. "Na Saúde, vamos liberar recursos que estão em atraso, com prioridade para as unidades de pronto-atendimento e os hospitais contratualizados, como a Santa Casa de Uruguaiana", prometeu o governador. Como as chuvas devem continuar, o tucano alertou que é preciso manter a vigilância. 
Em Porto Alegre, o Comando da Defesa Civil comunicou a organização de ajuda humanitária para as famílias atingidas pelas cheias. Uma Central de Doações foi montada no Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), na avenida Borges de Medeiros, 1501, próximo ao Centro da Capital, que receberá doações de segunda a domingo, das 8h30min às 18h.
Podem ser levados alimentos não perecíveis, água potável, roupas, material de dormitório, colchões, produtos de limpeza e higiene pessoal. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia