Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Ensino Superior

18/12/2018 - 14h22min. Alterada em 24/12 às 11h38min

Ufrgs é melhor universidade federal do País em ranking do MEC

Universidade ficou com nota 5 em avaliação de 2017 do Ministério da Educação

Universidade ficou com nota 5 em avaliação de 2017 do Ministério da Educação


MARIANA CARLESSO/JC
Patrícia Comunello
A universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) é a melhor universidade pública federal do País. O ranking com a avaliação das instituições de Ensino Superior foi divulgado nesta terça-feira (18) pelo Ministério da Educação (MEC).
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao MEC e responsável pela avaliação, tem quatro indicadores de qualidade do Ensino Superior. Além do CPC e IGC, tem o Conceito Enade e o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado (IDD). Os quatro indicadores são expressos em faixas, descritas em uma escala discreta crescente de valores de 1 a 5.
Os dados se referem ao desempenho em 2017. A Ufrgs apresenta Índice Geral de Cursos (IGC) de 4,3113. A Ufrgs melhorou a avaliação em relação a 2016. A faixa era 5, mas a pontuação ficou em 4,2985. 
Apenas a Universidade de Campinas (Unicamp), que é pública estadual, teve índice maior do que a instituição gaúcha, considerando universidades públicas e privadas. Mais de 10 mil cursos foram avaliados em em 2.066 instituições. 
No Rio Grande do Sul, apenas mais duas instituições ficaram na faixa 5 de avaliação - a Faculdades EST, com sede em São Leopoldo, e a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Ufcspa). As demais tiveram IGC 4. (veja no ranking abaixo)   
A novidade é o troca-troca de posições, com a ascensão do EST que não aparecia entre as dez melhores no Rio Grande do Sul. Com isso, a Ufcspa passou à terceira posição e a UFSM para a quarta. A Pucrs passou à frente da Unisinos. Três privadas sobem para as dez mais: ESPM-POA, Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) e Uniritter. Furg, Uergs, Unipampa e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Riograndense (IFRS) saíram do ranking das dez melhores.
As três instituições de Ensino Superior com melhores índices são privadas. A Escola Brasileira de Economia e Finanças (Ebef), com sede no Rio de Janeiro, obteve IGC de 4,8838 e lidera a lista. A Universidade de São Paulo (USP) não está nesta avaliação do Inep.  
Em julho, a Ufrgs apareceu na décima posição no ranking de instituições de Ensino Superior mais prestigiadas da América Latina, elaborado pela publicação inglesa Times Higher Education. 

Ranking dos 10 maiores IGCs no Brasil (públicas e privadas) - Faixa 5

  • 1º Escola Brasileira de Economia e Finanças (Ebef) (Rio de Janeiro): 4,8838 (privada) 
  • 2º Escola de Economia de São Paulo (EESP) (São Paulo): 4,8090 (privada)
  • 3º Escola de Ciências Sociais (Rio de Janeiro): 4,7498 (privada)
  • 4º Instituto Militar de Engenharia (IME) (Rio de Janeiro): 4,4514 (público)
  • 5º Universidade de Campinas (Campinas): 4,3891 (pública)
  • 6º Fucape (Espírito Santo): 4,3463 (privada)
  • 7º Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) (Porto Alegre): 4,3113 (pública) 
  • 8º Fipecafi (São Paulo): 4,3082 (privada)
  • 9º Instituto de Tecnologia Aeronáutica (ITA) (São Jose dos Campos): 4,2772 (pública)
  • 10º Escola de Administração e Finanças (FGV-SP) (São Paulo): 4,2542 (privada)

Ranking dos 10 maiores IGCs no Rio Grande do Sul (públicas e privadas) - Faixas 4 e 5

  • 1º Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs): 4,3113 - 5
  • 2º Faculdades EST (São Leopoldo): 4,1717 - 5 
  • 3º Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Ufcspa): 3,9651 - 5
  • 4º Universidade Federal de Santa Maria (UFSM): 3,833 - 4
  • 5º Pontifícia Universidade Católica do RS (Pucrs): 3,5719 - 4
  • 6º Unisinos: 3,5089 - 4
  • 7º Universidade Federal de Pelotas (Ufpel): 3,5050 - 4
  • 8º ESPM-Poa: 3,3427 - 4
  • 9º Universidade de Santa Cruz do sul (Unisc): 3,0555 - 4
  • 10º Uniritter: 3,0412 - 4

Entenda o IGC

O Índice Geral de Cursos (IGC) é calculado anualmente e leva em conta os seguintes aspectos:
  • Média dos CPC do último triênio, relativos aos cursos avaliados da instituição.
  • Média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu atribuídos pela Capes na última avaliação trienal disponível.
  • Distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.
  • Para estar no IGC, é preciso que a instituição tenha ao menos um curso com estudantes concluintes inscritos no Enade no triênio de referência. É preciso ainda que tenha sido possível calcular o Conceito Preliminar de Curso (CPC) dos cursos. 
Fonte: Inep/MEC

Confira as avaliações em cada índice de 2017:

> CPC
> IGC
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Felipe Diniz 19/12/2018 21h47min
instituto militar de engenharia é uma faculdade pública federal