Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 17 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Transição no Planalto

Alterada em 17/12 às 18h10min

Moro anuncia subprocuradora do MPF para Secretaria Nacional de Justiça

Para Moro, a subprocuradora é uma pessoa absolutamente preparada

Para Moro, a subprocuradora é uma pessoa absolutamente preparada


JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA BRASIL/JC
Agência Brasil
O futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, anunciou hoje (17) a indicação da subprocuradora-geral da República Maria Hilda Marsiaj Pinto para a Secretaria Nacional de Justiça (Senajus), um dos órgãos mais importantes da pasta. Assim como Moro, que teve que abrir mão da carreira de juiz federal, Maria Hilda terá que ser exonerada do cargo de subprocuradora-geral do Ministério Público Federal (MPF) para poder assumir a Senajus.
"É uma pessoa absolutamente preparada e vem a somar", afirmou Moro, que também destacou que a indicada tem "independência, integridade e eficiência" para a função. No âmbito na Senajus, estão órgãos como Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica (DRCI), a área que trata de imigrações, e o Departamento de Políticas do Judiciário, que orienta o presidente da República nas nomeações de magistrados para os tribunais federais e superiores. 
Sergio Moro também informou que a coordenação que trata dos registros sindicais será vinculada à Senajus no próximo governo. "Foi transferida essa coordenação de registro sindical, a pedido do governo que foi eleito, com a expectativa de reduzir problemas de corrupção nessa área, que tem sido verificada nos últimos anos", afirmou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia