Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de novembro de 2018.
Dia Mundial da Televisão. Dia da Homeopatia e Dia do Homeopata.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança pública

Edição impressa de 21/11/2018. Alterada em 21/11 às 01h00min

Parceria entre PRF e governo do Estado amplia número de câmeras de monitoramento

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o governo do Estado vão compartilhar informações a fim de interligar e espelhar os sistemas de monitoramento e de cercamento eletrônico. O Rio Grande do Sul é o segundo estado brasileiro a assinar o convênio com o órgão policial. Válida por cinco anos, a parceria, firmada ontem, não prevê empenho de receitas específicas.

Na prática, a PRF e a Secretaria da Segurança Pública (SSP) terão acesso mútuo aos bancos de dados e de imagens, se comprometendo a prestar auxílio e oferecer, em caso de necessidade, capacitação aos servidores designados para a operação dos sistemas. A parceria ampliará a capacidade de monitoramento para mais de 1,2 mil câmeras. Atualmente, a estrutura tem acesso a 1.084 câmeras, que pertencem à secretaria, a instituições conveniadas e a 118 prefeituras integrantes do Sistema de Segurança Integrada com os Municípios (SIM), iniciativa que conta com a adesão de 430 cidades. Outros 36 municípios se encontram em fase de habilitação dos sistemas de videomonitoramento.

O acordo possibilitará o pleno conhecimento dos softwares utilizados em âmbito federal e estadual. Todo o processo ocorrerá mediante garantia de preservação de informações sigilosas sobre aspectos tecnológicos e operacionais. "Não há nenhuma possibilidade de enfrentarmos o crime organizado sem que haja forte investimento em tecnologia. A inteligência artificial deve se tornar rotina na atividade policial, agregando agilidade e confiabilidade ao trabalho das corporações", disse o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

A partir da assinatura do convênio, a PRF passará a ter assento no Centro Integrado de Comando e Controle da SSP, garantindo maior integração e melhor capacidade de pronta resposta em situações de crise e em operações conjuntas.

Atualmente, a estrutura tem acesso a 1.084 câmeras, que pertencem à secretaria, a instituições conveniadas e a 118 prefeituras integrantes do SIM, iniciativa que conta com a adesão de 430 cidades. Outros 36 municípios se encontram em fase de habilitação dos sistemas de videomonitoramento.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia