Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 09 de novembro de 2018.
Dia do Hoteleiro.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

violência

09/11/2018 - 09h40min. Alterada em 09/11 às 10h29min

Jovem é executado por engano dentro de hospital em São Leopoldo

Criminosos renderam funcionários da portaria do hospital para acessar a ala e efetuar os disparos

Criminosos renderam funcionários da portaria do hospital para acessar a ala e efetuar os disparos


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Um jovem foi morto por engano na madrugada desta sexta-feira (9) dentro do Hospital Centenário, em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre. De acordo com a assessoria do hospital, Gabriel Villas Boas Minossi, de 19 anos, estava internado na ala cirúrgica após ter sofrido um acidente de moto.
A vítima foi alvejada por mais de 20 tiros por criminosos que tinha como alvo outro homem, que também estava internado e que tinha deixado o sistema prisional há poucos dias. Os criminosos renderam os funcionários da portaria do hospital para acessar a ala e então efetuar os disparos. As informações foram confirmadas pelo delegado Alexandre Quintão, que está respondendo pela Delegacia de Homicídios de São Leopoldo.
Em nota, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) reagiu ao caso e cobrou ações urgentes para a segurança da unidades de saúde. De acordo com levantamento do sindicado, O Rio Grande do Sul contabiliza 11 mortes por execução dentro de hospitais desde 2014. Somente este ano foram duas - a outra foi em março no Hospital Cristo Redentor, em Porto Alegre.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia