Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 26 de outubro de 2018.
Dia do Trabalhador da Construção Civil. Dia da Democracia.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

educação

Edição impressa de 25/10/2018. Alterada em 25/10 às 10h31min

Agressão contra professora paralisa aulas em colégio municipal de Porto Alegre

Caso gerou protestos na escola e aulas chegaram a ser suspensas

Caso gerou protestos na escola e aulas chegaram a ser suspensas


DIVULGAÇÃO/JC
Igor Natusch
As aulas na Emef Afonso Guerreiro Lima, localizada na Lomba do Pinheiro, Zona Leste da Capital, estiveram suspensas durante boa parte do dia de ontem. A situação é decorrência de agressões sofridas por uma professora da escola, promovidas pela irmã de um dos alunos. Uma reunião entre professores e integrantes da Smed negociou condições para a retomada das aulas, o que deve ocorrer a partir da tarde de hoje. 
De acordo com integrantes do corpo docente da escola, o estudante envolvido no incidente já esteve envolvido em uma série de ocorrências, e havia sido repreendido por uma questão disciplinar no dia anterior. O comparecimento de familiares à escola teria sido solicitado pela direção. Ao chegar no local, a familiar do jovem teria derrubado a coordenadora de turno no chão e, na sequência, agredido a servidora com socos e chutes. Além disso, professores presentes alegam ter sido ameaçados de morte pelos dois, o que levou a direção a registrar uma ocorrência à parte.
A docente foi levada ao Hospital de Pronto Socorro e, após registrar ocorrência, realizou exame de corpo de delito. De acordo com a Smed, integrantes da Guarda Municipal estarão no local para garantir a segurança dos professores. Além disso, foi agendada uma reunião entre as pastas municipais de Educação e Segurança para discutir futuras medidas. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
CARLOS PORTO 26/10/2018 13h50min
VEJAM O PROJETO'AULA SEGURA'NO CHILE-DEVERIA SER ADOTADO NO BRASIL-