Giuglio Munaretto, diretor de operações da marca, esteve na abertura do Praia de Belas Giuglio Munaretto, diretor de operações da marca, esteve na abertura do Praia de Belas Foto: /Filipe Conde/Divulgação/JC

Madero deve abrir 50 restaurantes em 2019

O diretor de operações do Madero, que esteve em Porto Alegre para a abertura da unidade do Praia de Belas, diz que a rede deve abrir 50 restaurantes em 2019, parte do processo de expansão. Nesta conversa, Giuglio Munaretto fala, ainda, do fechamento da operação nos Estados Unidos e sobre a lição de empreendedorismo da marca. 
GeraçãoE - Como anda o projeto de expansão do Madero?
Giuglio Munaretto - Este ano de 2018 foi excepcional. Em 2019, a gente pretende seguir com o plano de expansão. Já temos uma previsão de inaugurar mais 50 restaurantes, sendo que, desses, 30 restaurantes Jerônimo, o irmão mais novo do Madero.
GE - Estão previstas mais unidades em Porto Alegre?
Giuglio - Aqui em Porto Alegre também. Já temos um espaço no Shopping Iguatemi - que já estávamos namorando há um tempo - para o Jerônimo. Agora, conseguimos chegar a um consenso e está tudo encaminhado para fazer essa inauguração.
GE - Como está a atuação fora do Brasil?
Giuglio - Acabamos encerrando a nossa operação em Miami. Tínhamos um restaurante lá, porém, como o mercado aqui no Brasil estava muito aquecido, decidimos focar. O restaurante em Miami gastava tanto esforço da nossa parte quanto uma rede inteira aqui. Decidimos redesenhar nossa estratégia e focar no Brasil.
GE - Há quantas unidades no Brasil?
Giuglio - Temos 140 restaurantes no País.
GE - Qual é a principal lição de empreendedorismo do Madero?
Giuglio - Os pontos principais do Madero são separados em dois. O primeiro é o foco na qualidade. Trabalhamos com um cuidado muito grande na qualidade de todos os pontos do grupo. Buscamos a qualidade para ter o encantamento do cliente, e esse trabalho vai fazer com que o resultado financeiro aconteça no final da linha. E o segundo que acho que não pode faltar nunca é humildade, seja para quem for, desde o nosso presidente. Ele é um exemplo de humildade, que todos da rede se espelham. Acho que isso faz com que a gente consiga desempenhar um trabalho espetacular também.
GE - O negócio opera por franquias?
Giuglio - Quando começamos o processo de expansão nas primeiras unidades do Madero, até tínhamos um plano pensado em unidades franqueadas. Porém, ao longo do tempo, percebemos que crescimento via franquias não casava com nosso perfil. Muitas vezes, os franqueados tinham a grana para fazer investimento, mas não tinham a disponibilidade de tempo e essa paixão pela qualidade. Nesses últimos anos, 100% das operações são próprias.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio