Porto Alegre, terça-feira, 23 de novembro de 2021.
Porto Alegre,
terça-feira, 23 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Inter

- Publicada em 23/11/2021 às 15h31min.

Paulo Paixão pede demissão após áudio vazado causar desconforto aos jogadores

Profissional multicampeão pediu desculpas aos atletas e disse que seguirá na torcida pelo Inter

Profissional multicampeão pediu desculpas aos atletas e disse que seguirá na torcida pelo Inter


RICARDO DUARTE/INTER/JC
O Inter teve a saída confirmada do coordenador de preparação física, Paulo Paixão, após vazamento de áudio, na última segunda-feira (22), que gerou mal-estar entre os jogadores. Paixão conta a um amigo sobre a situação do Colorado após a derrota para o Flamengo no sábado (20), pelo Brasileirão, comenta a falta de opções no elenco, chama Boschilia de "enganador" e diz que alguns jogadores deveriam ser negociados, como Patrick, Rodrigo Dourado e Cuesta.
O Inter teve a saída confirmada do coordenador de preparação física, Paulo Paixão, após vazamento de áudio, na última segunda-feira (22), que gerou mal-estar entre os jogadores. Paixão conta a um amigo sobre a situação do Colorado após a derrota para o Flamengo no sábado (20), pelo Brasileirão, comenta a falta de opções no elenco, chama Boschilia de "enganador" e diz que alguns jogadores deveriam ser negociados, como Patrick, Rodrigo Dourado e Cuesta.
Com o pedido de demissão, o agora ex-coordenador publicou um vídeo de desculpas pelo episódio, assumindo o erro. "Após esse vazamento, procurei meu diretor-executivo e pedi demissão. Nestes 47 anos de profissão, peço desculpas aos jogadores, direção, comissão técnica, funcionários e torcedores do Inter, em todo esse tempo de profissão jamais me ocorreu isso. É um momento no qual eu tenho que entender que se eu errei, tenho que assumir o erro. Estarei na torcida", comentou.
O atleta Boschilia se manifestou nas redes sociais, discordando da visão de Paixão e dizendo que é um jogador que respeita o clube. "Hoje chegou a mim um áudio em que meu nome é citado, então achei que era importante me posicionar. Primeiramente quero dizer que discordo do teor do áudio. Nunca "enganei" ninguém na minha carreira, por onde passei. Quero deixar bem claro também que, apesar de ter passado por um ano muito difícil, com uma recuperação de lesão muito complicada, nunca deixei de trabalhar e respeitar a gigante camisa que visto. Todos no clube sabem o profissional que eu sou e o quanto eu trabalho para estar no meu melhor. Minha família vive cada dor comigo, cada dia ruim…”, afirma em parte do comunicado.
O Inter está na oitava posição do Brasileirão, com 47 pontos, mirando uma vaga na Copa Libertadores. A equipe tem um confronto decisivo contra o Fluminense, uma posição acima e com um ponto a mais, nesta quarta-feira, às 21h30min, no Maracanã.
Confira a nota do Internacional sobre a saída de Paulo Paixão
O Sport Club Internacional comunica que o Coordenador de Preparação Física Paulo Paixão pediu demissão do cargo. O profissional procurou o diretor-executivo Paulo Bracks e alegou não ter mais ambiente para seguir no Clube.
Paixão lamenta o episódio da divulgação de um áudio privado e pede desculpas ao grupo de jogadores e ao Internacional. O Clube agradece pelos serviços prestados e deseja sorte na sequência de sua carreira.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO