Porto Alegre, sábado, 20 de novembro de 2021.
Dia Nacional da Consciência Negra. Dia Universal das Crianças.
Porto Alegre,
sábado, 20 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Copa Sul-Americana

- Publicada em 20/11/2021 às 22h06min.

Athletico bate o Red Bull Bragantino e conquista o bi da Sul-Americana

Organizado técnica e financeiramente, o Athletico se consolida no cenário sul-americano com mais um título

Organizado técnica e financeiramente, o Athletico se consolida no cenário sul-americano com mais um título


EITAN ABRAMOVICH/AFP/JC
Com o objetivo de terminar a temporada com mais dois títulos em sua galeria, o Athletico-PR alcançou neste sábado (20) a primeira parte de sua meta, ao vencer o Red Bull Bragantino por 1 a 0, no estádio Centenário, no Uruguai, onde conquistou o bicampeonato da Copa Sul-Americana.
Com o objetivo de terminar a temporada com mais dois títulos em sua galeria, o Athletico-PR alcançou neste sábado (20) a primeira parte de sua meta, ao vencer o Red Bull Bragantino por 1 a 0, no estádio Centenário, no Uruguai, onde conquistou o bicampeonato da Copa Sul-Americana.
Nikão foi quem definiu o duelo no estádio em Montevidéu, que chamou a atenção por receber um pequeno público apesar da importância do jogo. Com capacidade para cerca de 60 mil pessoas, teve boa parte de suas arquibancadas vazias.
Se pode ser um revés para o modelo de decisão única adotado pela Conmebol, não ofusca o sucesso do Athletico em campo e na gestão. Após ter vencido o segundo torneio de clubes mais importante do continente pela primeira vez em 2018, o time paranaense voltou a protagonizar uma campanha vitoriosa.
A administração rubro-negro tem evitado fazer grandes investimentos e não gastar além do que arrecada. Um dos poucos times brasileiros a atravessar a pandemia de Covid-19 sem contrair novas dívidas, mesmo num cenário de queda de receitas, o Athletico ainda terá pela frente a disputa da final da Copa do Brasil. A decisão será contra o Atlético-MG, nos dias 12 e 15 de dezembro.
No torneio nacional, também lutará pelo bicampeonato, depois do recente título conquistado em 2019. As três taças em mata-matas, somadas a quatro títulos estaduais (2016, 2018, 2019 e 2020), são os frutos colhidos pelo modelo de gestão amparado em três pilares: venda de direitos de transmissão, bilheteria junto com sócio torcedor e transferências de atletas.
Em campo, mesmo sem estrelas, o elenco comandado por Alberton Valentim conta com atletas decisivos, como Nikão, no clube desde 2015 e que foi peça importante em todas as recentes conquistas. E foi dele o gol do título. Aos 28 minutos da etapa inicial, quando acertou um belo voleio após rebote do goleiro em chute de Terans.
Athletico-PR 1 Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno e Nico Hernández (José Ivaldo); Marcinho, Erick (Fernando Canesin), Léo Cittadini (Nicolas) e Abner; Nikão, Kayzer (Pedro Rocha) e Terans (Cristian). Técnico: Alberto Valentim.
Red Bull Bragantino 0 Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Edimar (Luan Cândido); Jadsom, Praxedes (Gabriel Novaes) e Helinho; Artur (Leandrinho), Cuello (Alerrandro) e Ytalo (Hurtado). Técnico: Maurício Barbieri.
Árbitro: Andrés Matonte (URU).
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO