Porto Alegre, quarta-feira, 03 de novembro de 2021.
Porto Alegre,
quarta-feira, 03 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 03/11/2021 às 23h05min.

Grêmio joga bem, mas perde por 2 a 1 para o Galo, em Minas

Campaz até marcou para o Tricolor, mas os comandados de Mancini perderam mais uma

Campaz até marcou para o Tricolor, mas os comandados de Mancini perderam mais uma


PEDRO SOUZA/ATLÉTICO/JC
Deivison Ávila
O desafio do Grêmio na noite desta quarta-feira (3) era dos mais difíceis na luta contra o rebaixamento. Diante do líder do Campeonato Brasileiro, que contou com o apaoio de mais de 56 mil torcedores, o Tricolor se postou bem, criou diversas chances, mas pecou na finalização. Já o Atlético-MG foi preciso em suas chegadas, teve sorte e matou o jogo quando deveria, vencendo por 2 a 1 e se aproximando ainda mais do título nacional. Ao time de Vagner Mancini resta buscar forças para encarar o maior rival, sábado, às 19h, no Beira-Rio.
O desafio do Grêmio na noite desta quarta-feira (3) era dos mais difíceis na luta contra o rebaixamento. Diante do líder do Campeonato Brasileiro, que contou com o apaoio de mais de 56 mil torcedores, o Tricolor se postou bem, criou diversas chances, mas pecou na finalização. Já o Atlético-MG foi preciso em suas chegadas, teve sorte e matou o jogo quando deveria, vencendo por 2 a 1 e se aproximando ainda mais do título nacional. Ao time de Vagner Mancini resta buscar forças para encarar o maior rival, sábado, às 19h, no Beira-Rio.
A partida começou intensa no Mineirão. Logo aos 20 segundos de bola rolando, Hulk cruzou na medida para Zaracho, que cabeceou por cima do gol. A resposta gremista veio aos dois minutos: Borja chutou na trave, Douglas Costa pegou o rebote e cruzou de volta para o centroavante, que finalizou para o fundo das redes, mas em posição irregular.
Após controlar o ímpeto mineiro, os gaúchos seguiram melhor e, aos nove minutos, Borja recebeu de Lucas Silva e saiu cara a cara com Everson, mas o chute foi para fora. No lance seguinte, o atacante colombiano bateu colocado, de fora da área, e a bola explodiu no travessão. Só que o líder do Brasileirão não perdoa. Aos 11 minutos, Diego Costa fez o pivô, protegeu a bola de Cortez, e rolou para Zaracho, que chutou para abrir o marcador.
No jogo de lá e cá, aos 15, Lucas Silva chutou forte e Everson espalmou para salvar o Galo. Dois minutos depois, Hulk deixou Diego Costa na cara de Chapecó, que se antecipou e tirou a bola do atacante. Mas o assistente já tinha marcado o impedimento.
Precisando do resultado, Mancini sacou Villasanti e colocou Campaz, mais à frente. E no primeiro lance em campo, o meia colombiano chutou forte, forçando Everson a fazer grande defesa. Melhor na partida, aos 49, Douglas Costa cobrou escanteio e Borja cabeceou para fora, com perigo.
O Grêmio manteve a mesma força da etapa inicial e começou em cima no segundo tempo. Nos primeiros três minutos, Lucas Silva e Borja assustaram a torcida do Galo. E de tanto insistir, o Tricolor chegou ao empate aos dez minutos: Borja fez o pivô e tocou para Campaz bater sem chances para Everson.
Com o gol sofrido, o Galo acordou no jogo e a primeira chegada dos donos da casa saiu aos 16: Allan invadiu a área e chutou cruzado para boa defesa de Chapecó. Sem ser muito pressionado, o Grêmio seguia no controle do jogo.
Mas, aos 26 minutos, Nacho cobrou falta e a bola explodiu na barreira. Os jogadores do Atlético reclamaram, o juiz foi até o VAR e viu toque no braço de Campaz. Pênalti para o Galo. Três minutos depois, o ex-gremista Eduardo Vargas cobrou e colocou o líder do Brasileirão na frente de novo.
O Grêmio seguiu lutando, Mancini mudou o time em busca de, pelo menos, um empate, mas ele não veio. Agora, resta ao Tricolor buscar uma vitória no Grenal do próximo sábado para mudar o estado anímico do time e buscar os pontos para evitar a queda.
Atlético-MG 2 Everson; Guga (Mariano), Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Tchê Tchê (Jair), Zaracho (Savarino) e Nacho Fernández; Hulk (Eduardo Vargas) e Diego Costa (Nathan). Técnico: Cuca.
Grêmio 1 Gabriel Chapecó; Rafinha, Ruan, Pedro Geromel e Bruno Cortez; Thiago Santos (Jhonata Robert), Lucas Silva (Matheus Sarará), Villasanti (Campaz); Ferreira (Alisson), Borja (Diego Souza) e Douglas Costa. Técnico: Vagner Mancini.
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA/SP).
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO