Porto Alegre, quarta-feira, 13 de outubro de 2021.
Dia do fisioterapeuta e do terapeuta ocupacional.
Porto Alegre,
quarta-feira, 13 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 13/10/2021 às 23h43min.

Inter vence o América-MG por 3 a 1 e segue na cola do G-6

Em noite inspirada, Patrick marcou duas vezes na vitória colorada por 3 a 1 sobre o Coelho

Em noite inspirada, Patrick marcou duas vezes na vitória colorada por 3 a 1 sobre o Coelho


RICARDO DUARTE/INTER/JC
Deivison Ávila
Os mais 8 mil colorados que foram ao Beira-Rio na noite desta quarta-feira (13) sabiam que a partida diante do América-MG não seria fácil. O Inter saiu na frente, sofreu o empate, mas soube controlar a partida e acabou vencendo a boa equipe comandada por Vagner Mancini por 3 a 1. Os resultados da rodada não colaboraram, mas o time de Diego Aguirre se mantém na parte de cima da tabela e segue a apenas um ponto do G-6 do Campeonato Brasileiro. Este foi o quinto triunfo seguido dentro de casa.
Os mais 8 mil colorados que foram ao Beira-Rio na noite desta quarta-feira (13) sabiam que a partida diante do América-MG não seria fácil. O Inter saiu na frente, sofreu o empate, mas soube controlar a partida e acabou vencendo a boa equipe comandada por Vagner Mancini por 3 a 1. Os resultados da rodada não colaboraram, mas o time de Diego Aguirre se mantém na parte de cima da tabela e segue a apenas um ponto do G-6 do Campeonato Brasileiro. Este foi o quinto triunfo seguido dentro de casa.
O primeiro tempo do Inter não foi bom. Mesmo saindo na frente do placar, o América-MG ameaçou bastante e só não marcou mais porque o goleiro Daniel salvou. O Colorado pulou na frente em um lance de muita perspicácia. Aos 13 minutos, após cobrança rápida de falta, Dourado encontrou Patrick nas costas da defesa e, de primeira, o Pantera Negra marcou um golaço no Beira-Rio.
Só que a o time mineiro não deu tempo para a torcida colorada comemorar a vantagem. Dois minutos depois, em jogada de velocidade pela esquerda, após bate-rebate, a bola sobrou para Ademir dentro da área, que deixou tudo igual. Aos 22, o Coelho quase virou: Fabrício Daniel invadiu a área e chutou para Daniel fechar no atacante e fazer grande defesa.
Com as linhas afastadas e os jogadores distantes, o Inter pouco criou na segunda metade do primeiro tempo. Apagado, Taison não se encontrou e Yuri Alberto ficou isolado na frente. Na única chance que o artilheiro teve, o camisa 11 bateu fraco para fácil defesa de Cavichioli.
Lindoso, com um problema muscular, não voltou para o segundo tempo. Com isso, Aguirre promoveu a entrada de Johnny e o jovem meio-campista deu outra dinâmica ao setor. Aos sete minutos, Yuri Alberto recebeu dentro da área, sem marcação, mas a conclusão saiu mascada e facilitou a defesa de Cavichioli. Aos 11, Moisés, de grande atuação na partida, cruzou da esquerda e Yuri, desta vez de cabeça, levou perigo ao gol mineiro.
E de tanto insistir, aos 17, o Colorado voltou à frente do placar: Maurício recebeu na direita e levantou a bola na área. Patrick se antecipou ao goleiro e desviou de cabeça para marcar o segundo gol dele. Atrás do marcador, o técnico Vagner Mancini colocou a boa equipe do América para frente e quase chegou ao empate aos 23 minutos: Ribamar arrancou pela esquerda e cruzou na medida para Ademir, mas Moisés surgiu par salvar o Colorado.
O jogo ainda não estava definido. O Coelho seguia tentando surpreender, enquanto que os donos da casa esperavam apenas uma chance para consumar a vitória e ela saiu aos 43: Yuri Alberto deixou Caio Vidal na cara do gol, mas o chute parou no travessão. Só que no rebote, o artilheiro do Brasileirão cabeceou para o fundo das redes decretando a quinta vitória seguida no Beira-Rio. Este foi o 11º gol de Yuri Alberto na competição, que assume a artilharia isolada da competição.
Inter 3 Daniel; Saravia, Gabriel Mercado, Víctor Cuesta e Moisés (Matheus Cadorini); Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso (Johnny), Mauricio (Caio Vidal), Taison (Zé Gabriel) e Patrick (Paulo Victor); Yuri Alberto. Técnico: Diego Aguirre.
América-MG 1 Matheus Cavichioli; Patric (Diego Ferreira), Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Marlon; Lucas Kal, Juninho e Juninho Valoura (Bruno Nazário); Ademir, Felipe Azevedo (Rodolfo) e Fabrício Daniel (Ribamar). Técnico: Vagner Mancini.
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN).
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO