Porto Alegre, segunda-feira, 04 de outubro de 2021.
Dia Mundial da Arquitetura. Dia do Barman e dia Mundial dos Animais.
Porto Alegre,
segunda-feira, 04 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 03/10/2021 às 23h34min.

Grêmio perde para o Sport e desperdiça terceira chance de deixar Z4 do Brasileiro

Douglas Costa marcou seu primeiro gol no retorno ao Tricolor na derrota para os pernambucanos

Douglas Costa marcou seu primeiro gol no retorno ao Tricolor na derrota para os pernambucanos


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/JC
Na sua terceira tentativa, o Grêmio ainda não conseguiu sair da zona de rebaixamento - Z4 - do Campeonato Brasileiro. Nem o calor da torcida, de volta após 576 dias, foi capaz de ajudar o time a evitar a derrota para o Sport, por 2 a 1, neste domingo à noite, na Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS), pela 23ª rodada.
Na sua terceira tentativa, o Grêmio ainda não conseguiu sair da zona de rebaixamento - Z4 - do Campeonato Brasileiro. Nem o calor da torcida, de volta após 576 dias, foi capaz de ajudar o time a evitar a derrota para o Sport, por 2 a 1, neste domingo à noite, na Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS), pela 23ª rodada.
Com 22 pontos, o Grêmio está em 18.º lugar, agora acompanhado de perto pelo próprio time pernambucano, com 20 pontos, que é o 19.º colocado. O Sport não marcava um gol há mais de oito jogos, num total de 841 minutos, e passou uma semana tensa com demissão de toda diretoria de futebol.
Os dois times continuam na zona de degola e com números vexatórios, donos das piores defesas e ataques da competição. O Sport com 8 gols sofridos e 21 marcados, e o Grêmio com 19 gols sofridos e 22 feitos.
Com apoio de sua torcida, de volta após a pandemia de covid-19, era esperado que o Grêmio tomasse a iniciativa ofensiva. Mesmo com os dois técnicos optando pelo mesmo esquema 4-4-3, o que se viu em campo foi praticamente um jogo de ataque, gremista, contra defesa, pernambucana.
Mas o time gaúcho, na ânsia de marcar o seu gol rapidamente, impôs mais velocidade do que necessário, ao invés de trocar passes e achar as melhores opções para finalizar.
O Sport mostrou competência no sistema defensivo, praticamente não dando espaço para os chutes de curta distância. O Grêmio só chegou uma vez, quando Ferreira recebeu do lado esquerdo, até perto da linha de fundo e levantou por cima do goleiro Maílson. Borja, na linha da pequena área, cabeceou, porém, por cima do travessão. Uma boa chance desperdiçada.
O visitante só chegaria ao gol num lance raro, como aconteceu aos 33 minutos. Hernanes fez o giro na frente da área e chutou de esquerda, exigindo do goleiro Gabriel Chapecó que saltasse para espalmar. Os gaúchos não fizeram mais nada até o final do primeiro tempo. Faltou criatividade na armação e a torcida soltou as vaias.
O Grêmio voltou para o segundo tempo com duas modificações. Guilherme Guedes no lugar de Rafinha na lateral-esquerda e a entrada de Campaz no lugar de Alisson no meio-campo. Não deu tempo para avaliar as trocas, porque o Sport abriu o placar aos sete minutos. Hernandes cobrou falta com força, Gabriel Chapecó rebateu e Gustavo Oliveira apareceu no rebote para completar para as redes.
O Grêmio quase empatou aos 15, numa cabeçada de Borja. A bola passou pelo goleiro Maílson e foi salva em cima de linha numa cabeçada do zagueiro Rafael Thyere. O VAR comprovou a lisura do lance para desespero da torcida gremista.
Aos 18 minutos, Diego Souza entrou no lugar de Borja, renovando a esperança de gol com o artilheiro da temporada. Mas Douglas Costa perdeu uma bola no ataque, dando contra-ataque mortal ao Sport que fez o segundo gol. Everaldo fez o último passe para Mikael, ajeitar na frente da área e fuzilar. A bola ainda tocou nas mãos de Chapecó antes de entrar aos 24 minutos.
Mesmo nervoso e desorganizado, o Grêmio foi ao ataque. Aos 25 minutos, de longe, Campaz chutou e acertou o travessão. Mas só conseguiu diminuir aos 39 minutos, quando Douglas Costa ajeitou a bola de fora da área e acertou um belo chute. A bola saiu em curva e entrou no ângulo direito de Maílson.
A torcida se animou e o time renovou a esperança de, pelo menos, chegar ao empate. Mas o Sport teve uma atuação defensiva muito boa e segurou a importante vitória.
Na próxima quarta-feira os times voltam a campo pela 24ª rodada. O Grêmio vai receber o Cuiabá, às 21h30, enquanto o Sport vai pegar no Recife (PE) o Juventude, um pouco mais cedo, a partir das 19 horas.
FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 X 2 SPORT
GRÊMIO - Gabriel Chapecó; Vanderson, Ruan, Rodrigues e Rafinha (Guilherme Guedes); Thiago Santos, Villasanti e Alisson (Campaz); Douglas Costa, Borja (Diego Souza) e Ferreira (Everton). Técnico: Luiz Felipe Scolari.
SPORT - Maílson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Sander; Marcão Silva, Thiago Lopes (Everton Felipe) e Hernanes; Gustavo Oliveira (Chico), Mikael e Everaldo (Tréllez). Técnico: Gustavo Floretín.
GOLS - Gustavo Oliveira aos sete, Mikael aos 24 e Douglas Costa aos 39 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO - Felipe Fernandes de Lima (MG)
CARTÕES AMARELOS - Rodrigues e Villasanti (Grêmio). Everaldo (Sport).
RENDA - R$ 363.946,00
PÚBLICO - 6.847 pagantes (7.147 total)
LOCAL - Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO