Porto Alegre, domingo, 26 de setembro de 2021.
Dia Nacional dos Surdos.
Porto Alegre,
domingo, 26 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 26/09/2021 às 18h00min.

Com a eficiência a seu lado, Inter vence o Bahia por 2 a 0 no Beira-Rio

Yuri Alberto (centro) fez o primeiro gol em vitória que aproxima o colorado das disputas no topo da tabela

Yuri Alberto (centro) fez o primeiro gol em vitória que aproxima o colorado das disputas no topo da tabela


RICARDO DUARTE/INTER/JC
Igor Natusch
Em entrevistas pós-jogo, o treinador colorado Diego Aguirre vem adotando um discurso pragmático: é importante jogar bem, mas o fundamental é vencer. O resultado é uma sequência de resultados que pode não estar enchendo os olhos da torcida, mas tem colocado o Inter cada vez mais firme nas disputas da ponta de cima da tabela. Neste domingo (25), no Beira-Rio, tivemos mais um capítulo: muito longe de demonstrar brilhantismo, o Colorado foi eficiente e venceu o Bahia por 2 a 0, chegando aos 32 pontos na tabela.
Em entrevistas pós-jogo, o treinador colorado Diego Aguirre vem adotando um discurso pragmático: é importante jogar bem, mas o fundamental é vencer. O resultado é uma sequência de resultados que pode não estar enchendo os olhos da torcida, mas tem colocado o Inter cada vez mais firme nas disputas da ponta de cima da tabela. Neste domingo (25), no Beira-Rio, tivemos mais um capítulo: muito longe de demonstrar brilhantismo, o Colorado foi eficiente e venceu o Bahia por 2 a 0, chegando aos 32 pontos na tabela.
O primeiro tempo foi de um Inter mais determinado, encarando um Bahia cauteloso e nada disposto a correr riscos. Mas a falta de criatividade no meio-campo colorado resultou em uma primeira etapa arrastada, tecnicamente pobre e de poucas chances de gol. Para tirar o zero do placar, só sabendo aproveitar a bola parada, e assim foi. Aos 39 minutos, Edilson cobrou bem o escanteio e Yuri Alberto mandou um testaço para as redes: 1 a 0.
O Bahia bem que tentou algo próximo de uma pressão na reta final da primeira etapa, embora sem grande perigo. E o ímpeto renovado do time visitante se manteve na volta dos vestiários, criando dificuldades para a defesa colorada. Aos 24 minutos, Daniel precisou salvar em cabeceio de Gilberto.
A eficácia, no entanto, estava do lado vermelho, e voltou a surgir cinco minutos depois do sufoco. Aproveitando rebote de um cruzamento, Cuesta alçou na área e Rodrigo Dourado cabeceou para ampliar. Aos 35, Mateus Claus salvou o terceiro, em chute cruzado de Yuri Alberto no contra-ataque. O Bahia ainda esperneou aos 39, em cabeceio de Rodallega que passou perto, e em um chute de Thonny Anderson que passou perto aos 43, mas nada que chegasse a causar grandes percalços ao Inter na reta final da partida.
Verdade que a coisa mais vistosa no gramado no Beira-Rio acabou sendo o terceiro uniforme colorado, estreando em um chamativo tom bordô. Mas o placar ficou de bom tamanho, e a maioria da torcida certamente não há de reclamar.
INTER (2) - Daniel; Heitor (Gustavo Maia), Bruno Méndez, Cuesta e Paulo Victor; Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso, Edenilson, Taison (Guerrero) e Patrick (Maurício); Yuri Alberto (Palacios). Técnico: Diego Aguirre.
BAHIA (0) - Mateus Claus; Nino Paraíba, Lucas Fonseca (Gustavo Henrique), Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Ruiz (Galdezani), Edson (Patrick), Mugni e Isnaldo (Thonny Anderson); Rodallega e Rodriguinho (Gilberto). Técnico: Diego Dabove.
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ).
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário