Porto Alegre, domingo, 12 de setembro de 2021.
Porto Alegre,
domingo, 12 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Fórmula 1

- Publicada em 12h43min, 12/09/2021.

Ricciardo ganha GP da Itália, após batida impressionante de Verstappen e Hamilton

O carro da Red Bull de Max Verstappen acabou em cima da Mercedes de Lewis Hamilton

O carro da Red Bull de Max Verstappen acabou em cima da Mercedes de Lewis Hamilton


ANDREJ ISAKOVIC/AFP/JC
O GP da Itália terminou na volta 26 para Max Verstappen e Lewis Hamilton, quando ambos acabaram se envolvendo em impressionante acidente. O carro da Red Bull do holandês acabou em cima da Mercedes do inglês, salvo de algo mais grave por causa do halo - sistema de proteção. Com os favoritos fora, quem festejou foi a McLaren, com inédita dobradinha no pódio na temporada. O australiano Daniel Ricciardo ganhou a corrida em Monza e o britânico Lando Norris cruzou em segundo. O finlandês Valtteri Bottas completou o pódio com punição a Sergio Pérez, que caiu para quinto.
O GP da Itália terminou na volta 26 para Max Verstappen e Lewis Hamilton, quando ambos acabaram se envolvendo em impressionante acidente. O carro da Red Bull do holandês acabou em cima da Mercedes do inglês, salvo de algo mais grave por causa do halo - sistema de proteção. Com os favoritos fora, quem festejou foi a McLaren, com inédita dobradinha no pódio na temporada. O australiano Daniel Ricciardo ganhou a corrida em Monza e o britânico Lando Norris cruzou em segundo. O finlandês Valtteri Bottas completou o pódio com punição a Sergio Pérez, que caiu para quinto.
Depois de largar em último, Bottas fez excelente prova de recuperação e garantiu pontos preciosos à Mercedes ao buscar o terceiro lugar. Depois de escalar o pelotão, foi beneficiado com a bandeira amarela, ganhou duas posições na relargada e ainda garantiu um lugar no pódio com punição de cinco segundos sobre Sergio Pérez. O ponto extra com a melhor volta acabou perdido na volta final, quando Ricciardo completou o dia com o giro mais rápido.
Lamnot Marcell Jacobs, campeão olímpico dos 100 metros, e convidado especial para a prova em Monza, deu a bandeirada para Ricciardo, numa bela festa da McLaren. O australiano fechou o perfeito domingo com a melhor volta da prova. Ganhou o 8° GP da carreira e acabou com jejum de mais de dois anos.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/09/12/206x137/1_047554_01_02-9414480.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'613e1bf8d2508', 'cd_midia':9414480, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/09/12/047554_01_02-9414480.jpg', 'ds_midia': 'Winner McLarenENTITY_apos_ENTITYs Australian driver Daniel Ricciardo celebrates on the podium after the Italian Formula One Grand Prix at the Autodromo Nazionale circuit in Monza, on September 12, 2021. (Photo by ANDREJ ISAKOVIC / AFP)', 'ds_midia_credi': 'ANDREJ ISAKOVIC/AFP/JC', 'ds_midia_titlo': 'Winner McLarenENTITY_apos_ENTITYs Australian driver Daniel Ricciardo celebrates on the podium after the Italian Formula One Grand Prix at the Autodromo Nazionale circuit in Monza, on September 12, 2021. (Photo by ANDREJ ISAKOVIC / AFP)', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}Daniel Ricciardo, da McLaren, ganhou seu 8° GP; piloto australiano não vencia desde o GP de Mônaco de 2018. Andrej Isakovic/AFP/JC
"Nunca desistimos e sabia que uma hora o resultado viria. Obrigado por todo o apoio", comemorou Ricciardo, que não ganhava desde Mônaco, em 2018, e subiu no halo do carro para festejar. Bateu no peito, abraçou Norris e depois foi para os braços dos componentes da equipe. Que festa!
"Já era hora. Conseguimos manter o Max (Verstappen) atrás, apesar de ninguém imaginar a liderança do início ao fim. Com a bandeira amarela, conseguimos segurar a vantagem. Estou muito feliz, sabia que tinha algo bom por vir", completou Ricciardo, que bebeu champanhe na sapatilha após receber seu troféu no alto do pódio.
A largada em Monza foi emocionante. Ricciardo partiu para o ataque e ganhou a posição do pole Verstappen, enquanto Hamilton ultrapassou Norris. Com pneus duros, apostando em uma parada, o inglês ainda foi para cima do holandês. O espaço ficou curto para os dois e a Mercedes acabou fora da pista, voltando ao quarto lugar.
Antonio Giovonazzi também surpreendia com bela largada com na Alfa Romeo, mas acabou tocando Sebastian Vettel e acabou fora da pista, perdendo o bico do carro. Foi para os boxes. Quem não teve nada para comemorar foi a AlphaTauri, com seus dois pilotos nem indo para a pista por problemas nos carros.
Vettel não tinha moleza na corrida. Ao tentar ultrapassagem em Ocon, foi "fechado" pelo francês e reclamou muito por ser "espremido". O rival levou punição. Enquanto isso, Hamilton sofria atrás de Norris com incessantes e inúteis ataques na luta pelo terceiro lugar. Já o companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, escalava o pelotão e após largar em último, já ocupava o nono lugar com 18 voltas disputadas.
Verstappen não conseguia pressionar Ricciardo pela primeira posição, mas somava o ponto extra da melhor volta e ainda tinha confortável vantagem de mais de cinco segundos sobre Norris, que segurava Hamilton. O holandês acabou escapando da pista justamente quando recebeu ordem para atacar. Mas assumiu a ponta com a parada do australiano.
Deu uma volta rápida para ganhar a posição de vez na troca. Mas teve problemas em uma das rodas, com longa parada. Despencou para o 10° lugar e, para piorar, viu Hamilton ser arrojado e ultrapassar Norris, se tornando o líder da prova. O inglês também teve dificuldades no pit stop. Saiu junto com Verstappen e ambos acabaram batendo e acabaram fora da corrida. O carro do holandês parou em cima da Mercedes e o halo evitou que algo de mais grave acontecesse com o inglês.
Após algumas voltas com bandeira amarela, a relargada foi limpa, com Norris partindo para cima de Leclerc e ganhando a posição após tocarem as rodas. Bottas, de último, já figurava em sexto. Subiu para quarto ao passar Carlos Sainz e Charles Leclerc. Apesar da dificuldade em ultrapassagens em Monza, a corrida era sensacional e repleta de mudanças de posição.
Com um rendimento acima dos rivais, Bottas já pressionava Pérez e os carros da McLaren. Norris pediu para Ricciardo andar mais rápido via rádio. E foi atendido. Evitaram a pressão da concorrência e festejaram muito. Ricciardo acabou com o jejum e Norris somou seu melhor resultado na Fórmula 1. Punido com cinco segundos, Pérez acabou perdendo o lugar no pódio para Bottas.
Com o acidente, Verstappen manteve a liderança, com 226,5 pontos, diante dos mesmos 221,5 de Hamilton. Bottas é terceiro com 141 e Norris chegou aos 132. Daqui duas semanas ocorre o GP da Rússia.
Veja a classificação do GP da Itália:
1º) Daniel Ricciardo (AUS/McLaren), em 1h21min54s366
2º) Lando Norris (GBR/McLaren), a 1s474
3º) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), a 4s921
4º) Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 7s309
5º) Sergio Pérez (MEX/Red Bull), a 8s723*
6º) Carlos Sainz (ESP/Ferrari), a 10s535
7º) Lance Stroll (CAN/Aston Martin), a 15s804
8º) Fernando Alonso (ESP/Alpine), a 17s201
9º) George Russell (GBR/Williams), a 19s742
10º) Esteban Ocon (FRA/Alpine), a 20s868
11º) Nicholas Latifi (CAN/Williams), a 23s743
12º) Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin), a 24s621
13º) Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo), a 27s216
14º) Robert Kubica (POL/Alfa Romeo), a 29s769
15°) Mick Schumacher (ALE/Haas), a 51s088
Não completaram a prova:
Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri)
Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri)
Max Verstappen (HOL/Red Bull)
Lewis Hamilton (GBR/Mercedes)
Nikita Mazepin (RUS/Haas)
*Punido com 5 segundos
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário